Frequentz e Alaska Bering Sea Crabbers divulgam relatório técnico sobre o impacto econômico nos EUA da pesca ilegal de caranguejo na Rússia

Aug 11, 2015, 07:06 ET from Frequentz

-- Relatório técnico discute soluções para lidar com a perda estimada de $ 600 milhões pelos Estados Unidos e pela indústria pesqueira

PALO ALTO, Califórnia, 11 de agosto de 2015 /PRNewswire/ -- A Frequentz e a Alaska Bering Sea Crabbers tem o prazer de anunciar a divulgação de um relatório técnico que esclarece a perda estimada de $ 600 milhões em receitas tributárias nos EUA e nos lucros da indústria pesqueira desde 2000, em consequência da concorrência com a pesca ilegal do caranguejo russo. Além do impacto econômico significativo e da ameaça à subsistência das pequenas empresas independentes, de propriedade familiar, o relatório explica como os consumidores são enganados pelo comércio ilegal dos caranguejos fornecidos à cadeia de suprimento global, frequentemente sob o pretexto de serem originários de fontes sustentáveis. Os autores do relatório citam as Exigências de Rastreabilidade de Frutos do Mar e soluções de localização e rastreamento como sendo instrumentos essenciais para combater a Pesca Ilegal Não Discriminada e Não Regulamentada (IUU -- Illegal, Unreported and Unregulated). A Frequentz Inc., líder e defensora global da visibilidade total, patrocinou a elaboração do relatório técnico, como parte de seus esforços contínuos para ajudar a lidar com questões globais, relativas à rastreabilidade dos frutos do mar.

Foto - http://photos.prnewswire.com/prnh/20150807/256949-INFO 

Logo - http://photos.prnewswire.com/prnh/20150401/196195LOGO

"Como as importações do caranguejo russo não estão sujeitas à Etiquetagem de País de Origem obrigatória, frequentemente o consumidor não tem como saber se está comprando um caranguejo do Alasca ou um caranguejo russo pirata", disse o diretor-executivo da Alaskan Bering Sea Crabbers, Mark Gleason. "Essa ambiguidade na cadeia de suprimento prejudica o consumidor americano, o pescador de caranguejo americano e o povo russo, a quem pertencem os caranguejos que estão sendo roubados. Os únicos beneficiários são os piratas russos, conspirações criminosas internacionais e intermediários inescrupulosos, que se aproveitam da falta de integridade na cadeia de suprimento.

Mais de 40% do caranguejo rei (ou límulo) vendido nos mercados internacionais, em 2013, foram pescados ilegalmente em águas russas, contribuindo para uma queda de $ 2,73 por libra (ou quase 25%) nos preços que os pescadores obtêm por sua pesca. As comunidades costeiras do Alasca também perderam milhões em receitas tributárias. Muitas das causas desse problema, tal como pescadores piratas não licenciados que operam ilegalmente em águas russas e pescadores russos que excedem o volume de pesca permitido, ocorrem na Rússia e em outros países que comercializam na Bacia do Pacífico.

Para combater esse problema mundial, diz Gleason, "Precisamos que os russos executem melhor suas próprias leis. Precisamos melhorar a governanças das águas internacionais. E precisamos de uma barreira regulamentar forte nos EUA, para impedir que produtos ilícitos entrem na cadeia de suprimento americana, se isso, do contrário, passa despercebido, de alguma forma".

Para mais informações e para baixar o relatório técnico, visite www.frequentz.com.

Sobre a Frequentz
A Frequentz é uma líder e defensora global da visibilidade total, que oferece tecnologias completas de rastreabilidade, serialização e gerenciamento de informações. As ferramentas transformadoras da empresa reforçam reputações de empresas e marcas, ao melhorar a produtividade, a qualidade do produto e a lucratividade. Para realizar isso, a Frequentz fornece percepções valiosas das cadeias de suprimento, ponta a ponta, e dos processos empresariais críticos, ao coletar, armazenar e analisar dados serializados da história de vida. Aplicações de seu software são usadas, atualmente, nos setores de ciências da vida, agricultura, pesca e sustentabilidade, varejo e automotivo em todo o mundo e promovem análises inteligentes e segurança do consumidor. Para mais informações, visite www.frequentz.com.

Contato:

Mia West
West Public Relations LLC
mwest@west-pr.com
+1-619-501-2756

 

 

 

FONTE Frequentz

SOURCE Frequentz



RELATED LINKS

http://frequentz.com