A AMP Apoia a Criação de um Grupo de Aconselhamento Técnico para a Imunização Nacional na Costa do Marfim

25 jan, 2010, 09:00 GMT De Agence de Medecine Preventive (AMP)

PARIS, January 25 /PRNewswire/ -- No dia 15 de Janeiro, o Ministro da Saúde e Higiene da Costa do Marfim, Dr. Rémi Allah Kouadio, presidiu à cerimónia para assinalar a criação de um Grupo de Aconselhamento Técnico para a Imunização Nacional na Costa do Marfim (NITAG), designado "Comissão Nacional de Peritos Internacionais para a Vacinação e Vacinas da Costa do Marfim" (Comité National d'Experts Indépendants pour la Vaccination et les Vaccins de la Côte d'Ivoire, CNEIV-CI).

(Photo: http://www.newscom.com/cgi-bin/prnh/20100125/374937 )

O NITAG foi criado na sequência de recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS) e do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), para reforçar a capacidade nacional para decidir políticas com base em factos relativos à imunização e às vacinas.

A Costa do Marfim foi o primeiro país elegível para o GAVI a criar este tipo de comissão na África Subsaariana. Foi fundada com o apoio da Iniciativa SIVAC (Supporting Independent Immunization and Vaccine Advisory Committees), implementada pela Agence de Médecine Préventive (AMP) em parceria com o International Vaccine Institute (IVI). A iniciativa, subsidiada por uma subvenção da Fundação Bill & Melinda Gates, tem por objectivo apoiar a criação ou reforçar a sustentabilidade de NITAGs em países elegíveis para o GAVI e com rendimentos medianos.

O papel do NITAG é aconselhar o Ministério da Saúde da Costa do Marfim em todos os assuntos relacionados com as vacinas e a imunização. Estão incluídos, por exemplo, políticas e estratégias de vacinação, introdução de vacinas, definição de prioridades para novas vacinas, revisão de planos e cobertura da imunização.

A comissão é composta por três tipos de membros: peritos nacionais independentes de uma vasta gama de áreas, representantes de agências estatais (membros ex-officio) e representantes de instituições de parceria (OMS, UNICEF, AMP). Só o primeiro grupo tem direito de voto.

A comissão é co-presidida por Janine Tagliante-Saracino, professora de saúde pública e por Emmanuel Bissagnene, professor de doenças infecciosas. O Instituto Nacional de Higiene Pública (Institut National d'Hygiène Publique, INHP) desempenhará funções de apoio no âmbito científico e técnico para a Comissão.

"A SIVAC irá agora firmar um contrato plurianual com o INHP, para fornecer apoio técnico e científico, garantindo que a comissão terá capacidade para fazer recomendações baseadas em factos, de forma sustentável", afirmou Kamel Senouci, director da SIVAC.

FONTE

Agence de Médecine Préventive (AMP)

LIGAÇÕES RELACIONADAS

AMP: http://www.aamp.org

IVI: http://www.ivi.int

SIVAC: http://www.sivacinitiative.org

Para mais informações, por favor contacte a Agence de Médecine Préventive: amp@aamp.org"

FONTE Agence de Medecine Preventive (AMP)