A Beekman Tower em Nova Iorque Usa Cimento Inteligente da iCrete

16 fev, 2009, 14:18 GMT De iCrete LLC

NOVA IORQUE, February 16 /PRNewswire/ --

- O maior arranha-céus de Manhattan e o maior edifício residencial está a utilizar 127 milhões quilos das misturas de cimento da iCrete, reduzindo, desta forma, gases de estufa, custos com material, tempo de escavação e trabalho.

- As resistências vão desde 6000 psi a uma força máxima de 12000 psi, o exigido para as paredes exteriores, colunas e vigas de ligação.

- A utilização do iCrete na Beekman Tower significa um período mais reduzido na concretização da obra, menor risco de contracção e uma maior resistência à reacção alcalina da sílica e ao congelamento/descongelamento.

(Extraído, com autorização, das páginas da Concrete Today Magazine). Erguendo-se de forma majestosa acima da linha de vistas de Manhattan, a apenas alguns quarteirões do World Trade Center Complex, é um dos projectos de construção mais antecipados e históricos levados à concretização desde que as Torres Gémeas originais foram construídas, há mais de 40 anos atrás. Com 76 andares, a Beekman Tower, com o custo de 660 milhões de dólares, está destinada a tornar-se o impulsionador do renascimento da parte sul da baixa de Manhattan.

(Logótipo: http://www.newscom.com/cgi-bin/prnh/20080729/LATU051LOGO)

Concebida pelo famoso arquitecto de Los Angeles Frank Gehry, também laureado com o Pritzker Architecture Prize, o edifício irá albergar 903 apartamentos residenciais de luxo, cada um com uma planta independente. Em princípio, estará habitável no Outono de 2010.

De acordo com o CEO da WSP Cantor Seinuk, Silvian Marcus, a Beekman Tower será feita totalmente de cimento, ao contrário da Freedom Tower, em aço com núcleo de cimento. De facto, quando ficar completa, a Beekman será o edifício residencial mais alto da cidade de Nova Iorque.

Os construtores irão colocar cerca de 59000 metros cúbicos de cimento reforçado, moldado no local e de alta resistência na estrutura principal, com mais 8000 metros nos alicerces. Quando terminado, terão sido usados 127 milhões de quilos de cimento, com uma resistência entre os 6000 psi e os 11000 psi. De acordo com Marcus, as paredes exteriores, colunas e vigas de ligação terão mais de 12000 psi. "Graças ao cimento de elevado desempenho fornecido pela empresa da Califórnia, iCrete, conseguimos usar uma razão água-cimento baixa," explicou Marcus. "Isto permite a utilização de menos 30 a 40 porcento de cimento."

A fórmula para a mistura de cimento, desenvolvida pela iCrete é, por e de si própria, uma fonte potencial de pontos LEED. A iCrete anuncia uma redução de 40 porcento nas emissões de gases de estufa resultante de uma necessidade menor de pasta de cimento para ligar os elementos, reduzindo a sua pegada ecológica. Isto também significa custos materiais mais reduzidos, menores escavações e menos trabalho. Para além disso, a iCrete oferece tempos de concretização mais rápidos, uma contracção mais reduzida, durabilidade, menor deformação e uma maior resistência à reacção alcalina da sílica e ao congelamento/descongelamento. Também é menos dependente de aço. (Copyright 2009, Concrete Today Magazine and Florida Media.)

Sobre a iCrete

A iCrete é um fornecedor de tecnologia limpa de sistemas avançados de produção de cimento para o sector de construção. A missão da iCrete é elevar os sectores da construção e do cimento a um novo padrão de rentabilidade, padronização e de gestão ambiental. O principal negócio da iCrete é o licenciamento do sistema iCrete, uma solução mistura de design e qualidade para os produtores de cimento, que está a transformar a forma como o cimento já misturado e o cimento pré-moldado é concebido, produzido e utilizado em todo o mundo. Para mais detalhes, visite

    
    CONTACTOS:
    Rubenstein Associates
    Steve Solomon
    ssolomon@rubenstein.com
    +1-212-843-8042

    Concrete Today Magazine
    George Fencl
    georgef@floridamagazine.com
    +1-407-816-9596 ext 203
    http://www.concretetoday.com/prev/feb09.php

FONTE iCrete LLC