A Electro-Motive Diesel, Inc. (EMD) Apresenta Desenvolvimentos Avançados na Família de Motores 710 de forma a Reduzir o Consumo de Combustível e Emissões de Gases

26 set, 2008, 22:53 BST De Electro-Motive Diesel, Inc.

LAGRANGE, Illinois, September 26 /PRNewswire/ --

A Electro-Motive Diesel, Inc. (EMD) tem orgulho em anunciar que acabou de produzir o seu 7500 motor 710. Com um número tão elevado de motores produzidos desde a sua apresentação, o 710 da EMD continua um dos motores ferroviários mais bem sucedidos, duráveis e flexíveis. Como marca da sua inovação contínua, a EMD concedeu 37 patentes ao longo dos últimos 24 meses, sobre novos tecnologias dos motores 710, concentradas na redução das emissões de gases e na melhoria da eficiência energética.

A EMD investiu dez milhões de dólares no desenvolvimento avançado da sua família de motores 710, para ir ao encontro das normas norte-americanas e europeias sobre as emissões de gases. O motor 710 cumpre as rigorosas normas do US EPA Tier 2 e os motores 12-710G3B-T2 e 16-710G3B-T2 receberam a certificação específica para os valores-limite Stage IIIA da Directiva 97/68/EC de 2006 - o primeiro motor de locomotiva a alcançá-lo. Mais ainda, através da gestão inteligente de cargas acessórias, a EMD foi capaz de melhorar, nos últimos meses, a eficiência de combustível em mais dois porcento.

As expectativas da EMD em alcançar o cumprimento com a Stage IIIB e em ir ao encontro dos limites das emissões de gases sem ter de recorrer ao pós-tratamento com ureia para reduzir as emissões de óxidos de nitrogénio. Evitar o pós-tratamento com ureia é uma grande vantagem para a operação de locomotivas que cumprem com a Stage IIIB, uma vez que as empresas ferroviárias evitam a despesa de um segundo fluído e a instalação de infra-estruturas para o seu manuseamento. Os ensaios de confirmação que provam a exequibilidade do cumprimento dos limites da Stage IIIB sobre as emissões de óxido de azoto sem o pós-tratamento com ureia serão completados no final deste ano.

Os motores EMD estão aprovados para uso com as misturas de biodiesel. A EMD está a trabalhar com os operadores ferroviários para avaliar o uso do biodiesel em concentrações mais e mais elevadas nos motores EMD.

De acordo com Martha Lenz, Responsável pelo Produto, Sistemas Motorizados, "Esta é uma altura excitante na EMD, uma vez que os novos requisitos sobre as emissões de gases mudaram realmente a paisagem para o motor 710 da EMD. O nosso motor a dois tempos tem um número de vantagens inerentes, no que respeita à gestão da combustão e emissões. Para uma determinada cavalagem, é queimado menos combustível por combustão, o que permite uma melhor gestão da injecção e das temperaturas de combustão. O motor 710 provou ser um motor com poucas emissões de óxido de azoto, na medida em que há um compromisso menor entre a redução de emissões de óxido de azoto e a eficiência a nível de combustível, quando comparado com outros motores. Estamos ansiosos por ir ao encontro dos futuros regulamentos, que serão um desafio, com soluções EMD."

Uma vantagem dos motores EMD desde o início tem sido a facilidade de maneabilidade e reparação. Podem ser feitas alterações à potência do conjunto de forma rápida, porque a maior parte das ligações de ar e água são feitas de forma automática no processo de colocar o conjunto no lugar e não necessitam de mais tempo adicional para serem conectadas. O cárter em aço e o cárter interior são fabricados a partir de materiais altamente resistentes e leves, de forma a reduzir o peso geral sem compromete a qualidade do produto. O cárter fabricado e o cárter inferior podem ser facilmente reparados se danificados.

Mais ainda, as partes sobressalentes OEM da EMD para motores são baratas, quando comparadas com as de outros motores actualmente no mercado. Por exemplo, os pistões são em ferro fundido, ao contrário dos conjuntos construídos como nos outros motores. Isto é possível por causa das cargas de disparo serem mais baixas nos motores a dois tempos; as elevadas cargas dos motores a quatro tempos precisam de peças mais pesadas e dispendiosas. Desta forma, os motores da EMD reduzem os custos e melhoram a rentabilidade da ferrovia.

Fundada em 1922, a Electro-Motive Diesel, Inc. é um dos dois fabricantes norte-americanos de equipamento para locomotivas diesel-eléctricas. Sedeada em LaGrange, Illionois, com complexos fabris em Londres, Ontário e centros regionais em todos os continentes, a EMD desenha, fabrica e comercializa locomotivas diesel-eléctricas para todas as aplicações comerciais ferroviárias e já vendeu os seus produtos em mais de 70 países em todo o mundo. A empresa é o único fabricante de locomotivas diesel-eléctricas que produziu mais de 70000 motores e tem a maior base instalada de locomotivas diesel-eléctricas quer na América do Norte, quer internacionalmente. Para além das actividades de fabrico de locomotivas, a EMD tem actividades comerciais extensas no pós-venda, oferecendo aos clientes peças de substituição e um leque de serviços de valor acrescentado para as suas locomotivas. A Empresa é também um fornecedor mundial de motor a diesel para plataformas petrolíferas de propulsão marinha, no mar e na terra, bem como geração de energia estacionária. Mais informações podem ser encontradas em http://www.EMDiesels.com.

Web site: http://www.EMDiesels.com

FONTE Electro-Motive Diesel, Inc.