A Iniciativa SIVAC da AMP apoia Moçambique na definição do seu Grupo de Aconselhamento Técnico para a Imunização Nacional (NITAG)

19 jan, 2011, 09:00 GMT De Agence de Medecine Preventive (AMP)

PARIS, January 19, 2011 /PRNewswire/ -- A reunião inaugural do Comité de Peritos para a Imunização (CoPI) de Moçambique foi realizada em Maputo a 7 de Janeiro de 2011.

O CoPI é o segundo Grupo de Aconselhamento Técnico de Imunização Nacional (NITAG) num país africano subsariano elegível para a fundação da Aliança GAVI. O primeiro foi estabelecido na costa do Marfim em Janeiro de 2010. A iniciativa dos Supporting Independent Immunization and Vaccine Advisory Committees (SIVAC - Comités de Apoio à Imunização Independente e de Aconselhamento sobre Vacinação) desempenhou um papel fundamental na criação de ambos os comités. Implementado pela Agence de Médicine Préventive (AMP - Agência de Medicina Preventiva) em parceria com o International Vaccine Institute (IVI - Instituto Internacional de Vacinação), o SIVAC trabalha com os intervenientes locais, regionais e internacionais (por exemplo, a Organização Mundial de Saúde - OMS) para apoiar os países de rendimento baixo e médio em todo o mundo para definirem ou fortalecerem os NITAG.

O papel do CoPI é efectuar recomendações às autoridades governamentais sobre todas as decisões respeitantes à imunização e às vacinas, tais como a introdução de novas vacinas, calendarização adequada de vacinação, financiamento e prioridades e estratégias de pesquisa.

"Os NITAG tornaram-se num recurso de aconselhamento particularmente importante à luz das complexidades e avanços no que diz respeito à imunização, o elevado custo das novas vacinas e a introdução de novas tecnologias de vacinação", disse o Dr. Alfred da Silva, director executivo da AMP. "Prevemos que o CoPI permitirá ao Governo de Moçambique formular as políticas e os programas de imunização contextualmente adequados, o aumento da cobertura de vacinação e a melhoria da saúde pública".

O NITAG de Moçambique é composto por 15 peritos nacionais, independentes, de vários ramos (por exemplo, epidemiologia, saúde pública, pediatria, microbiologia, doenças infecciosas, economia da saúde). O Ministro da Saúde nomeia membros para um mandato de 4 anos, renovável uma vez. Até 20 observadores permanentes, incluindo representantes da OMS e do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), podem assistir às reuniões mas não podem votar, nem participar em sessões fechadas. Podem ser convidados mais indivíduos para tomarem parte nos debates, se tal for necessário. Estes incluem cientistas, peritos de campos relacionados com a saúde, representantes da sociedade civil ou comunidades religiosas e funcionários do Ministério da Saúde.

Posteriormente, o SIVAC continuará a proporcionar apoio logístico e técnico ao CoPI. Dependendo das necessidades específicas dos comités, este apoio pode incluir ajuda ao seu Secretariado Executivo na organização de reuniões, identificação de prioridades, preparação de documentos científicos e elaboração de planos de recomendação.

Sobre a AMP

Fundada em 1972, a AMP é uma organização sem fins lucrativos, com sede no Institut Pasteur em Paris e com delegações em Benim, Burquina Faso, Costa do Marfim, Togo e Vietname. A AMP dedica-se à melhoria da saúde e bem-estar daqueles em maior necessidade em todo o mundo. Em conjunto com os seus parceiros públicos e privados, tem por objectivo:

- Melhorar o conhecimento científico no apoio às políticas de saúde baseadas em provas

- Fortalecer a entrega, a logística e inovação dos serviços de imunização

- Desenvolver a capacidade humana e institucional para um desempenho melhorado do sistema de saúde

Inicialmente presente em África e agora a trabalhar globalmente, a AMP forjou fortes parcerias com os países onde opera, instituições regionais inter-estatais, organizações internacionais, instituições académicas e o sector privado. Saiba mais em: http://www.aamp.org

HIPERLIGAÇÕES RELACIONADAS

SIVAC: http://www.sivacinitiative.org

AMP: http://www.aamp.org

IVI: http://www.ivi.org

CONTACTO

Sabrina Gaber: amp@aamp.org +33-1-53-86-89-20

FONTE Agence de Medecine Preventive (AMP)