A Isolux Corsán construirá a maior linha de transmissão elétrica do Quênia

08 jun, 2011, 12:28 BST De Isolux Corsan

MADRI, June 8, 2011 /PRNewswire/ --

- O projeto, contratado com a empresa pública Ketraco, permitirá evacuar a eletricidade produzida pelo parque eólico com mais potência da África (300 MW)

- Atualmente, a empresa executa no continente africano múltiplos projetos que representam um montante global de 1.000 milhões de euros

A Isolux Corsán obteve o contrato para a construção da maior linha de transmissão de energia elétrica em alta tensão do Quênia e uma das maiores da África, com um comprimento de 428 quilômetros e uma tensão de 400 kV. O valor deste contrato de EPC assinado com a empresa pública Kenya Electricity Transmission Company (Ketraco), dependente do Ministério da Energia queniano, é de 142 milhões de euros.

O projeto permitirá evacuar a energia produzida pelo parque eólico (300 MW), com maior potência instalada de todo o continente africano que se construirá proximamente ao norte do país, nas imediações do lago Turkana, promovido pelo grupo investidor privado Lake Turkana Wind Power -sociedade que representa os interesses da empresa britânica Aldwich, um dos maiores investidores do mundo no âmbito energético; a firma holandesa KP&P; e a empresa sul-africana IDC-, com o apoio de diversas entidades financeiras lideradas pelo Banco Africano de Desenvolvimento.

Os trabalhos de construção da linha iniciarão no segundo semestre deste ano e seu prazo de execução será de 23 meses. A Isolux Corsán confia em que o projeto esteja finalizado no final de 2013.

A nova linha de alta tensão permitirá unir a localidade de Loyangalani, nas proximidades do lago Turkana, com a localidade de Suswa, nas aforas de Nairobi, o que futuramente possibilitará a evacuação da energia gerada por várias centrais geotérmicas que se localizarão ao longo do citado trajeto.

O contrato assinado com a Ketraco é o maior de EPC assinado pela Isolux Corsán na África. Por um lado permite à empresa introduzir-se numa das áreas de maior desenvolvimento econômico do continente africano, no âmbito de um projeto emblemático como é o parque eólico de maior capacidade da África até a data. Além disso, possibilitará que a Isolux Corsán expanda sua atividade na área nos próximos anos.

Isolux Corsán na África

O contrato assinado com a Ketraco consolida a presença da Isolux Corsán na África, onde já opera de maneira estável em oito países: Angola, Argélia, Gabão, Guiné Equatorial, Quênia, Mauritânia, Marrocos e Moçambique. A atividade desenvolvida no continente africano proporciona à empresa 8 por cento das suas receitas. Os projetos em execução na África, pertencentes na sua maioria à área energética, representam para a Isolux Corsán um volume de negócio que excede dos 1.000 milhões de euros.

Sobre a Isolux Corsán

A Isolux Corsán é uma empresa global de referência nas áreas de construção, energia, concessões e serviços industriais. Desenvolve sua atividade em mais de 30 países de quatro continentes e é o primeiro grupo empresarial espanhol não negociado do setor da construção e da obra pública. As concessões de transporte de energia, rodovias e estacionamentos, bem como a construção de grandes infraestruturas, constituem seus principais pólos de crescimento. A Isolux Corsán conta com 3.812 quilômetros de linhas de transmissão no Brasil e nos USA. Possui 1.700 quilômetros de rodovias no Brasil, Índia, México e Espanha e conta com mais de 21.600 vagas de estacionamentos em concessão. O grupo conta com uma dilatada experiência na construção e manutenção de grandes infraestruturas: rodoviárias, ferroviárias, construção civil, hidráulica e marítima e edificação residencial e não residencial. No setor energético, a Isolux Corsán é um dos maiores construtores mundiais de projetos EPC no setor fotovoltaico, com mais de 267 MW em operação em 2010. Conta com uma posição relevante entre as grandes construtoras de centrais de geração EPC com 1.500 MW em construção e também em processos industriais, com a execução de projetos chave na mão no setor Oil & Gas e de centrais de biocombustíveis. Em 2010, a empresa registrou receitas superiores aos 3.240 milhões de euros, um resultado bruto de exploração de 311 milhões de euros e uma carteira de negocio acumulada de 30.180 milhões de euros.

FONTE Isolux Corsan