A QUALCOMM Responde aos Relatórios de Queixas Apresentados pelos Concorrentes junto da Comissão Europeia

29 out, 2005, 01:47 BST De QUALCOMM Incorporated

SAN DIEGO, October 29 /PRNewswire/ --

- QUALCOMM Acredita que as Queixas não são dignas de Mérito

A QUALCOMM Incorporated (Nasdaq: QCOM) declarou hoje que, embora não tenha visto a queixa, as alegações que se afirma foram apresentadas à Comissão Europeia são factualmente imprecisas e legalmente não dignas de mérito. A acusação de que a QUALCOMM não esteve à altura dos seus compromissos a organizações que estabelecem padrões de licenciar as suas patentes essenciais em termos justos e razoáveis é desmentida pelas mais de 130 licenças que a QUALCOMM concedeu a um vasto leque de empresas, entre as quais cinco das seis reclamantes ( para uma lista completa dos licenciados da QUALCOMM visite www.qualcomm.com/technology/licensing). Estas licenças incluindo contratos com os maiores e mais sofisticados fabricantes de equipamento de telecomunicações, tornam as patentes da QUALCOMM a carteira de licenças mais extensa da indústria de telemóveis. A alargada aceitação do mercado do programa de licenciamento da QUALCOMM demonstra de forma conclusiva que as práticas de licenciamento da QUALCOMM são justas, razoáveis e pró-competitivas.

A QUALCOMM discorda de qualquer sugestão de que tenha contribuído com tecnologia menos significativa para o padrão WCDMA 3G. De facto, é largamente sabido que fracassaram as tentativas de desenhar inovações fundamentais na formulação do padrão UMTS/WCDMA da QUALCOMM. É especialmente irónico que as queixas estejam a ser apresentadas por fornecedores entraram voluntariamente em acordos de licença com a QUALCOMM, reconhecendo a sua carteira superior de patentes de WCDMA. Esta acção parece não ser mais do que uma tentativa dos licenciados para renegociarem os seus acordos de licenciamento procurando a intervenção do Estado.

A QUALCOMM concedeu e anunciou muito mais licenças do que qualquer outra empresa que afirme ter patentes essenciais para padrões CDMA2000, WCDMA ou TD-SCDMA. O programa extensivo de licenciamento da QUALCOMM permitiu a adopção alargada de tecnologias de ponta e promoveu uma vibrante competição em toda a indústria de comunicações sem fios, incentivando a inovação e o avanço tecnológico. Ao contrário do que se alega no relatório de que a QUALCOMM está a tentar excluir competidores de chip, a QUALCOMM licenciou os mais importantes fabricantes de chip incluindo a Texas Instruments, a NEC, a Infineon, a Philips, a Agere, a Motorola, a VIA e a Fujitsu.

<<Estamos orgulhosos por o nosso programa de licenciamento ter permitido a novos participantes desenharem aparelhos sem fios, inovadores, e competirem no mercado de 3G,>> disse o Dr. Paul E. Jacobs, CEO da QUALCOMM. <<Não é surpreendente que as alegações venham em grande parte de arraigados fornecedores de 2G que são quem tem mais a perder com a concorrência aperfeiçoada e alargada em 3G criada pelo licenciamento alargado da QUALCOMM e o fornecimento de tecnologia possibilitadora de 3G, chipsets e software. Os muitos estreantes no mercado de novos aparelhos manuais, a trabalharem em colaboração com a QUALCOMM, ameaçam as fatias de mercado destes fabricantes arraigados e dos seus fornecedores de componentes. Agradecemos a oportunidade de demonstrar estes factos num processo público e aberto.>>

<<É irónico essas empresas afirmarem que o comportamento da QUALCOMM tem efeitos perniciosos no sector das telecomunicações móveis, quando os factos são precisamente opostos. De facto, o preço médio de venda de aparelhos WCDMA está a baixar e os assinantes de WCDMA estão a aumentar - ambos a um ritmo mais acelerado do que o GSM nos seus primeiros anos,>> disse Steve Altman, presidente da QUALCOMM.

Ao contrário do GSM, onde existe um pequeno número de fornecedores entrincheirados, o mercado de WCDMA goza de uma concorrência saudável entre os muitos fornecedores de aparelhos portáteis, incluindo empresas da Coreia, Japão, China, Estados Unidos e Europa resultante do licenciamento pró-activo dos seus substanciais investimentos R&D e a alargada disponibilidade de chipsets e software da QUALCOMM e dos seus licenciados.

As alegações de descontos nos royalties são ao mesmo tempo que enganadoras aoenas queixas sobre concorrência de preços legal e legítima, que é boa para fabricantes, operadores e sobretudo consumidores. A QUALCOMM nunca fez da compra dos seus chips uma condição para conceder uma licença.

A QUALCOMM defender-se-á energicamente contra qualquer afirmação de conduta ilegal nas suas práticas de licenciamento ou de venda de chipsets.

A QUALCOMM Incorporated (www.qualcomm.com) é um líder no desenvolvimento e apresentação de produtos inovadores de comunicações digitais e sem fios e serviços baseados em CDMA e outras tecnologias avançadas. Sediada em San Diego, Calif., a QUALCOMM está incluída no S&P 500 Index e é uma das empresas da 2005 FORTUNE 500(R) cotada em Tne Nasdaq Stock Market(R) sob o símbolo QCOM..

Exceptunado a informação história aqui contida, esta news release contém declarações de expectativa que estão sujeitas a riscos e incertezas, incluindo a capacidade da empresa de criar e fabricar quantidades significativas de componentes de CDMA atempadamente e numa base lucrativa, a extensão e rapidez a que o CDMA é desenvolvido, alteração de condições económicas de vários mercados que a Empresa serve, bem como outros riscos pormenorizados de vez em quando nos relatórios SEC da Empresa, incluindo o relatório 10-K para o ano terminado em 26 de Setembro, 2004 e mais recentemente a Form 10-Q

QUALCOMM é uma marca registada da QUALCOMM Incorporated. CDMA2000 é uma marca registada da Telecommunications Industry Association. Todas as outras marcas são propriedade dos respectivos donos.

    
    Contactos QUALCOMM:
    Chritine Trimble, Corporate Communications
    Tlf: +1-858-651-3628
    Email: corpcomm@qualcomm.com
    Ou 
    Bill Davidson, Investor Relations
    Tlf: +1-858-658-4813
    Email: ir@qualcomm.com

Website: http://www.qualcomm.com

FONTE QUALCOMM Incorporated