Decanter World Wine Awards Destacam Vinhos Excecionais

07 set, 2011, 07:00 BST De Decanter

LONDRES, September 7, 2011 /PRNewswire/ --

A edição de 2011 dos Decanter World Wine Awards (DWWA) foi apresentada ontem à noite, premiando os vinicultores de todo o mundo.

Versão em inglês:

http://en.prnasia.com/pr/2011/09/08/110879511.shtml

Entre mais de 12000 entradas este ano, 25 vinicultores de topo receberam Troféus Internacionais. Estes vinhos poderão agora exibir um autocolante, em forma de medalha, para mostrar aos consumidores que o vinho que estão a comprar é o melhor entre os melhores.

Para trazer estes fantásticos vinhos aos consumidores, a Decanter estabeleceu uma parceria com a Enomatic, organizando provas de vinhos em todo o mundo. De Bombaim a São Paulo, Nova Iorque a Paris, Xangai a Moscovo, 21 países irão organizar as DWWA Global Tastings, trazendo os aclamados vinhos a casa dos clientes.

Alguns vinhos, que poderá encontrar nas prateleiras e que merecem destaque, tiveram resultados ótimos ontem à noite, incluindo os produtores de vinhos "tradicionais" do Velho Mundo - vinhos de França, Itália, Portugal, Alemanha, Espanha, Grécia e Eslovénia venceram Troféus Internacionais.

França, tradicionalmente conhecida pelos seus vinhos, venceu um total de 12% dos Troféus Internacionais, incluindo a categoria "Chardonnay com preço inferior a 10GBP". De forma geral, os vinhos franceses venceram em 63% dos vinhos franceses que entraram na competição, mais de 2% em relação ao ano anterior, o que prova, mais uma vez, que a França é uma força a considerar.

No entanto, o país que mais deverá chamar a atenção dos consumidores e peritos é Portugal, vencendo em mais de 84% dos vinhos portugueses que entraram na competição, incluindo 3 Troféus Internacionais - lado a lado com os troféus vencidos pela França e vencendo o mesmo país na percentagem de medalhas obtidas.

Este foi também um ano de vitória para Espanha, que registou o maior número de entradas - 1200 vinhos - e a maior colheita de medalhas e recomendações - 828 - na história dos Prémios. Regiões emergentes como Arribes, Arlanza, Tierras de León e Monterrei começaram a mostrar a sua coragem e as perspetivas para o futuro parecem promissoras.

O Troféu Internacional de Tinto Italiano - Varietal foi disputado por três pesos pesados italianos, originários de Piedmont, Toscânia e Veneto. O troféu foi para Brunello, onde o gigante tuscano Piccini confirmou que é perfeitamente possível conjugar qualidade com quantidade. A Piccini começou a produzir e comercializar vinho Chianti no final do século XIX. Agora, quando já está na quarta geração de uma gestão familiar, a empresa é um dos maiores nomes da Toscânia.

Steven Spurrier, Chairman da DWWA, declarou: "Estes vinhos serão um excelente achado para todos os que optarem por um vencedor DWWA nas suas lojas locais!"

http://www.decanter.com/dwwa/presscentre

Contato: Katie Siegel +44-(0)20-7471-8730


FONTE Decanter