Esforços mundiais para quebrar o ciclo de fractura de fragilidade apresentados em Bordéus/a IOF vai lançar a plataforma "Capturar a Fractura" para definir modelos de prestação de cuidados médicos baseados em coordenador

22 mar, 2012, 11:00 GMT De The International Osteoporosis Foundation (IOF)

BORDÉUS, França, March 22, 2012 /PRNewswire/ --

Estiveram hoje presentes no Congresso Europeu de Osteoporose e Osteoartrite peritos na prestação de cuidados de saúde e defensores de organizações nacionais de defesa dos interesses dos pacientes de todo o mundo, numa sessão especial dedicada ao problema das fracturas secundárias e respectiva prevenção.

No âmago do problema está o facto de que um paciente que tenha anteriormente sofrido uma fractura corre um risco duas vezes maior de sofrer uma fractura secundária. Apesar deste risco elevado, na sua maioria os pacientes de fracturas não são rastreados, nem tratados, para osteoporose - a doença que constitui a causa subjacente de fracturas de fragilidade. As fracturas são uma das principais causas de sofrimento e de incapacidade, resultando em custos enormes de prestação de cuidados de saúde em todo o mundo.

A oradora principal, a Professora Kristina Åkesson, presidente do Grupo de Trabalho de Fracturas da Fundação Internacional de Osteoporose (IOF), revelou os planos da IOF para lançar a campanha "Capturar a Fractura", uma iniciativa inovadora à escala mundial que irá facilitar a implementação de modelos multidisciplinares, baseados em coordenador, para a prestação de cuidados de saúde para prevenção das fracturas secundárias. Como fez notar, "Em quase todos os países existe uma grave 'lacuna de prestação de cuidados de saúde' na sequência de uma fractura. Acreditamos que os modelos multidisciplinares de prestação de cuidados de saúde baseados em coordenador representam a estratégia mais eficaz de todas para melhorar directamente os cuidados de saúde prestados aos pacientes e, assim, reduzir os custos em espiral da prestação de cuidados de saúde".

Judy Stenmark, directora de operações da IOF, exortou os definidores de políticas de saúde à acção. "Para conseguirmos uma redução significativa nas taxas de fracturas, os sistemas de prestação de cuidados de saúde têm obrigatoriamente de visar os pacientes que correm maiores riscos. Através da campanha "Capturar a Fractura", a IOF irá informar e mobilizar os prestadores de cuidados de saúde de todo o mundo, num esforço coordenado para reduzir o fardo das fracturas secundárias".

Para mais informações sobre a IOF, visite: http://www.iofbonehealth.org

A sessão dedicada à campanha "Capturar a Fractura" teve o apoio de um subsídio sem restrições por parte de Eli Lilly.

Shannon MacDonald
smacdonald@iofbonehealth.org
+41-22-994-01-00

FONTE The International Osteoporosis Foundation (IOF)