Ex-cônsul defende-se contra calúnia

18 ago, 2014, 14:51 BST De ClickLIFT Online Marketing

LISBOA, Portugal, August 18, 2014 /PRNewswire/ --

Jürgen Adolff celebrou legítima e licitamente um normal contrato privado de consultadoria e recebeu tão só a remuneração contratual acordada.

Esse contrato foi celebrado por escrito e era conhecido pelas partes e seus advogados e a remuneração foi, aliás, precedida de negociações transparentes, a devida e objecto de declaração as entidades fiscais competentes.

Nada, nas funções que exercia, o impedia de o fazer, como fez; e não deixou também de defender sempre os interesses do Estado português, não convencendo ou tendo influência na decisão de quem quer que fosse a tomar qualquer decisão no processo de aquisição dos submarinos, que decorreu segundo as regras estritas do direito da UE.

Não recebeu, pois, quaisquer "luvas" e, por isso, o título da notícia publicada no CM de 6 de Julho de 2014, é absolutamente falso e ofensivo da honra e consideração pessoal de Jürgen Adolff, não tendo, sequer, correspondência com o teor do artigo constante da página 6, sendo, como tal, calunioso.

Jürgen Adolff não foi, em momento algum, indicado, acusado, pronunciado ou visado e muito menos condenado em qualquer processo relacionado com a venda de equipamento militar à Grécia, pelo que a menção a esse facto na notícia publicada no Correio da Manhã de 19 de Julho de 2014 é absolutamente falsa e ofensiva da honra e consideração pessoal de Jürgen Adolff, sendo, como tal, caluniosa.

Jürgen Adolff

ClickLIFT Online Marketing
Telefonnummer +49(0)761-28-56-07-17
E-Mail pr@clicklift.de

FONTE ClickLIFT Online Marketing