Georgetown Anuncia Lançamento de Jornal sobre a Globalização, Competitividade e Governabilidade

28 nov, 2007, 12:39 GMT De Georgetown University

WASHINGTON, November 28 /PRNewswire/ --

A Universidade de Georgetown anunciou hoje o lançamento de um jornal académico virtual que se debruça sobre os efeitos da globalização, competitividade e governabilidade na América Latina. Publicado três vezes por ano pela Georgetown e Universia.net, um portal online que promove a colaboração e a cooperação entre universidades e empresas em toda a América Latina, Espanha e Portugal, a publicação irá oferecer pensamento rigoroso, ideias criativas e propostas inovadoras para melhorar a competitividade e governabilidade das empresas e governos num mundo cada vez mais globalizado.

"Esta parceira vem num momento crítico para a Georgtown, uma vez que trabalhamos para estabelecer a nossa instituição como um líder na região da América latina e para nos transformar-mos numa universidade verdadeiramente global," disse John J. DeGioia, presidente da Universidade de Georgetown. "Neste ponto crucial, esta parceria vai ao verdadeiro âmago da missão da Georgetown, o acolhimento de uma ampla troca de ideias entre disciplinas e entre fronteiras e permitindo aos académicos e líderes que se empenhem criticamente na comunidade global de formas que podem fazer uma diferença significativa."

"A Universidade de Georgetown é o melhor parceiro que poderíamos ter para este projecto, uma vez que partilhamos o mesmo objectivo, que é melhorar a cooperação e o diálogo entre as culturas e países," disse Emílio Botín, presidente do Banco Santander e presidente da Universia.

Disponível em Inglês, Espanhol e Português, o jornal apresenta oito artigos na sua edição inaugural sobre assuntos que incluem reforma fiscal, excedentes e défices orçamentais e o fenómeno de empresas multinacionais na América Latina, ou "multilatinas". Os artigos em cada edição irão abordar a teoria, aplicações e casos de estudo de seis áreas fundamentais: competitividade local e global; multinacionais, investimento e finanças, comércio, direito e instituições; sistemas governamentais e governabilidade; benchmarking e qualidade; e, responsabilidade social das empresas. O formato online também irá apresentar uma questão mensal sobre tópicos relacionados com a globalização, competitividade e governabilidade que irão permitir uma discussão interactiva entre os leitores.

"Este jornal demonstra a riqueza da pesquisa e das discussões sobre os assuntos críticos na América Latina e Península Ibérica e igualmente valioso para os académicos, os estudantes e os empresários," disse Richard Ernst, professor na McDonough School of Business e editor chefe do jornal. "Este novo esforço é outro exemplo de como os académicos da Georgetown estão a envolver as partes interessadas de todo o mundo em assuntos mundiais críticos."

O jornal confia na perícia da capacidade interdisciplinar da Georgetown a partir da Edmund A. Walsh School of Foreign Service, do Department of Government e do Center for Latin American Studies, bem como académicos da América Latina e da Península Ibérica. Carl Dahlman do programa Science, Technology and International Affairs contribui com um artigo na primeira edição sobre o desafio da economia de conhecimento na América Latina, e José María Aznar, um distinto professor na prática da diplomacia na Georgetown e ex-primeiro ministro de Espanha, oferece um trabalho intitulado "América Latina: uma Agenda para a Liberdade."

"Este jornal será uma ferramenta de valor incalculável para os líderes nos negócios e no governo que procurem ideias originais e propostas inovadoras para ajudar a melhorar a competitividade e a governabilidade dos países e empresas da América Latina num mundo globalizado," disse Ernst.

O jornal é o segundo maior esforço da Latin American Board da Georgetown. Composta por académicos da Georgetown e líderes empresariais da América Latina, a Comissão procura equilibrar recursos interdisciplinares dentro da Universidade de Georgetown para desenvolver projectos que incorporem trabalhos académicos e investigação aplicada para produzir resultados tangíveis com o objectivo de melhorar a competitividade na América Latina e na Península Ibérica. A Comissão também apoia um Programa de Desenvolvimento Global, actualmente no seu segundo ano, que traz 25-30 participantes da América Latina para a Georgetown durante um a dois meses para programas de liderança e gestão, onde concebem um projecto específico a ser implementado nos seus países de origem.

Sobre a Universia

A Universia trabalha para fornecer à comunidade universitária um espaço comum para a troca de conhecimento e cooperação através da prática, cultura, investigação e colaboração com empresas, assim contribuindo para o desenvolvimento sustentado da sociedade. Promove projectos com universidades, empresas e estudantes para corresponder às necessidades de estudantes pré-universitários, a frequentar e licenciados e de professores. Para mais informação sobre a Universia visite www.universia.net.

Sobre a Universidade de Georgetown

A Universidade de Georgetown é a mais antiga universidade católica e jesuíta na América, fundada em 1789 pelo Arcebispo John Carroll. Georgetown é hoje uma universidade internacional de pesquisa orientada para mestrados, que oferece programas de bacharelato, licenciatura e profissionais nos seus três pólos em Washington, DC. Para mais informações sobre a Universidade de Georgetown , visite www.georgetown.edu.

Para mais informações acerca do Jornal sobre a Globalização, Competitividade e Governabilidade, visite http://gcg.universia.net.

    
    Web site: http://www.georgetown.edu
              http://www.universia.net
              http://www.gcg.universia.net

FONTE Georgetown University