HUMIRA(R) (adalimumab) da Abbott conquista o prestigiado Prémio Galen para inovação no cuidado do doente

02 out, 2007, 05:39 BST De Abbott

ABBOTT PARK, Illinois, October 2 /PRNewswire/ --

- Prix Galien USA nomeia HUMIRA Melhor Produto de Biotecnologia

A Abbott (NYSE: ABT), líder no tratamento de doenças auto-imunes, recebeu o Prémio Galen 2007 para Melhor Produto de Biotecnologia pelo HUMIRA (R) (adalimumab), - primeiro anticorpo totalmente humano a ser aprovado. HUMIRA é aprovado para uso no tratamento de artrite reumatóide moderada a grave, artrite psoriática, espondilite anquilosante e doença de Crohn moderada a grave. O Prémio Galen, considerado equivalente ao Prémio e concedido pela Prix Galien USA, é um dos maiores reconhecimentos de xcelência em investigação e inovação médica e científica no sector farmacêutico e biomédico.

Este é o primeiro ano em que o galardão, criado em França em 1970 e reconhecido como um tributo internacional à investigação, é alargado para premiar inovações científicas provenientes de empresas farmacêuticas e de biotecnologia especificamente dos Estados Unidos. A Abbott conquistou o prestigiado prémio internacional Prix Galien em 1999 pelo desenvolvimento de um dos primeiros inibidores da protease para o tratamento do VIH.

"A Abbott sente-se extremamente honrada por receber o Prémio Galen, já que este reconhece a nossa dedicação na descoberta e desenvolvimento de tratamentos inovadores contra doenças imunológicas," disse o Dr. John Leonard, Vice-presidente de Assuntos Médicos e Científicos Globais da Abbott. "O HUMIRA tornou-se numa importante opção de tratamento para muitos doentes que enfrentam este tipo de doenças."

O HUMIRA assemelha-se aos anticorpos normalmente encontrados no corpo e funciona especificamente ao bloquear o factor de necrose tumoral alfa (FNT-alfa), uma proteína que quando produzida em excesso desempenha um papel central na inflamação associada a doenças auto-imunes. O HUMIRA é um produto biológico auto-administrado e totalmente humano e actualmente está a ser usado em 190.000 doentes em todo o mundo.

"O HUMIRA representa anos de investigação dedicada como parte do nosso compromisso de melhorar a condição humana," afirmou o Dr. Jochen Salfeld, Vice-presidente da divisão de Investigação Biológica do Abbott Bioresearch Center, que desempenhou um papel fundamental no desenvolvimento do HUMIRA. "Acreditamos que o HUMIRA tem potencial para ser eficaz em outras doenças que possuem necessidades significativas não preenchidas e continuamos a apostar nessa investigação na expectativa de proporcionar alívio a doentes em todo o mundo."

Sobre o Prix Galien USA

Fundado em 1970 pelo farmacêutico francês Roland Mehl para reconhecer os feitos médicos mais importantes, o prémio, baptizado em homenagem a Galen, o grego considerado pai a medicina e da farmacologia, tornou-se no maior prémio da Europa de reconhecimento da investigação e desenvolvimento médicos e é tido como um equivalente ao Prémio Nobel. Com a inclusão do prémio dos Estados Unidos, o Prix Galien encontra-se actualmente em 11 países. De acordo com a tradição dos seus fundadores, os painéis de jurados nacionais têm de incluir cientistas de topo com realizações clínicas incontestadas e capacidade de avaliar medicina de ponta.

Informações de segurança importantes sobre o HUMIRA

Foram relatadas infecções graves, septicemia, tuberculose (TB) e infecções oportunistas, incluindo mortes, associadas ao uso de agentes bloqueadores de FNT, incluindo HUMIRA. Muitas destas infecções graves ocorreram em doentes que tomavam em simultâneo outros agentes imunossupressores que, em acréscimo à sua doença subjacente, poderiam predispô-los a infecções. Foram também relatadas infecções em doentes que recebiam apenas HUMIRA. O tratamento com HUMIRA não deve ser iniciado em doentes com infecções activas. Os agentes bloqueadores de TNF, incluindo HUMIRA, foram associados à reactivação da hepatite B (VHB) em doentes que são portadores crónicos deste vírus. Alguns casos tiveram um desfecho fatal. Os doentes com risco de infecção por VHB devem ser avaliados para serem determinados indícios de infecções anteriores por VHB antes de iniciar o tratamento com HUMIRA. A combinação de HUMIRA e anakinra não é recomendada e os doentes que estejam a tomar HUMIRA não devem receber vacinas vivas.

Foram observados mais casos de doenças malignas entre doentes a receber bloqueadores de FNT, incluindo HUMIRA, em comparação com doentes de controlo em ensaios clínicos. Estas doenças malignas, à excepção do linfoma e do cancro de pele não-melanoma, foram semelhantes em tipo e número ao que seria de esperar na população geral.

Registou-se uma taxa aproximadamente 3,5 vezes superior de ocorrência de linfoma em porções abertas combinadas, controladas e não controladas, dos ensaios clínicos com HUMIRA. A possível função da terapia de bloqueio de FNT no desenvolvimento de doenças malignas não é conhecida. Os agentes bloqueadores de FNT, incluindo HUMIRA, foram associados em casos raros à doença desmielinizante e reacções alérgicas graves.

Foram relatados casos raros de distúrbios sanguíneos graves associados a agentes bloqueadores de FNT. Observou-se agravamento da insuficiência cardíaca congestiva (ICC) com agentes bloqueadores de FNT, incluindo HUMIRA, e casos de novo aparecimento de ICC foram relatados com agentes de bloqueadores de FNT. O tratamento com HUMIRA pode resulta na formação de auto-anticorpos e, raramente, no desenvolvimento de uma síndrome de lúpus.

Os efeitos adversos mais frequentes verificados nos ensaios clínicos controlados por placebo em adultos com artrite reumatóide (HUMIRA contra placebo) foram reacções no local da injecção (20 porcento contra 14 porcento), infecção do tracto respiratório superior (17 porcento contra 13 porcento), dor no local da injecção (12 porcento contra 12 porcento), cefaleia (12 porcento contra 8 porcento), urticária (12 porcento contra 6 porcento) e sinusite (11 porcento contra 9 porcento). Houve 7 porcento de interrupções devido a efeitos adversos para o HUMIRA e 4 porcento para placebo. Como acontece com qualquer programa de tratamento, os benefícios e riscos do HUMIRA devem ser cuidadosamente analisados antes do início da terapia.

Em ensaios clínicos do HUMIRA que visavam a espondilite anquilosante, artrite psoriática e doença de Crohn, o perfil de segurança dos doentes adultos tratados com HUMIRA foi semelhante ao observado em doentes adultos com artrite reumatóide.

Sobre o HUMIRA

Nos Estados Unidos, o HUMIRA é aprovado pela Administração de Alimentos e Medicamentos (FDA) para reduzir sinais e sintomas, induzir resposta clínica significativa, inibir a progressão de danos estruturais e melhorar a função física em doentes adultos com artrite reumatóide activa moderada a grave.

O HUMIRA é indicado para reduzir os sinais de sintomas da artrite activa, inibindo a progressão de danos estruturais e melhorando a função física em doentes com artrite psoriática. O HUMIRA pode ser usado só ou combinado com metotrexato ou outros fármacos anti-reumáticos modificadores de doença (DMARDs, na sigla em inglês).

O HUMIRA é também aprovado para reduzir sinais e sintomas em doentes com espondilite anquilosante activa.

No início deste ano, o HUMIRA foi aprovado para reduzir os sinais e sintomas e induzir e manter a remissão clínica em adultos com doença de Crohn active moderada a grave que tenham tido uma resposta inadequada à terapia convencional e para reduzir os sinais e sintomas e induzir a remissão clínica nestes doentes se eles também tiverem perdido a resposta ou forem intolerantes ao infliximab.

Actualmente estão em curso ensaios clínicos para avaliar o potencial do HUMIRA em outras doenças auto-imunes.

O compromisso da Abbott com a imunologia

A Abbott está apostada na descoberta e desenvolvimento de tratamentos inovadores contra doenças imunológicas. O Abbott Bioresearch Center, fundado em 1989 em Worcester, no estado norte-americano do Massachussets, é um centro de classe internacional dedicado a descobertas e investigação básica que apoia a investigação e o desenvolvimento de tratamentos biológicos. O Abbott Biotechnology Limited, que foi inaugurado no início deste ano em Barceloneta, Porto Rico, é o principal local de produção da Abbott destinado ao tratamento anti-FNT e um dos maiores centros de produção de anticorpos monoclonais do mundo.

Mais informações sobre o HUMIRA, incluindo informações completas sobre receitas, estão disponíveis no site Web http://www.HUMIRA.com ou nos Estados Unidos através do telefone da Abbott Medical Information: +1-800-633-9110.

Sobre a Abbott

A Abbott é uma empresa global com ampla actuação na área de cuidados de saúde e dedicada á descoberta, desenvolvimento, fabrico e comercialização de produtos farmacêuticos e médicos, incluindo produtos nutricionais, dispositivos e sistemas de diagnóstico. A empresa emprega 65.000 pessoas e comercializa os seus produtos em mais de 130 países.

As new releases e outra informação da Abbot estão disponíveis no web site: http://www.abbott.com.

Web site: http://www.abbott.com

FONTE Abbott