Impulso para a Banca Móvel para Pessoas sem Banco no Dia em que a CGAP e o DFID Anunciam Nova Parceria

11 mar, 2010, 17:54 GMT De CGAP

WASHINGTON E LONDRES, March 11, 2010 /PRNewswire/ --

- Com sede no Banco Mundial, o Programa Tecnológico da CGAP trabalha para que as pessoas pobres possam aceder a formas seguras de enviar, receber e poupar dinheiro

A CGAP, um centro independente de micro-finanças com sede no Banco Mundial, anunciou hoje uma nova parceira com o Department for International Development (DFID) britânico para expandir os esforços globais e contínuos para utilizar as tecnologias de informação e de comunicação (TIC), principalmente os telemóveis, para aumentar o acesso das pessoas pobres aos serviços financeiros básicos. Para além de um subsídio de 2006 atribuído pela Bill & Melinda Gates Foundation e o financiamento CGAP, o DFID irá disponibilizar mais 8 milhões de libras esterlinas para o Programa Tecnológico da CGAP.

"Dar acesso às pessoas aos serviços financeiros pode ajudá-las a livrarem-se da pobreza. Por isso, estou satisfeito com o Programa Tecnológico, apoiado pelo DFID, da CGAP que vai trabalhar para melhorar o acesso dos pobres a serviços financeiros como pagamentos, poupanças, empréstimos e seguros. O Programa também apoiará a entrega de pagamentos de protecção social nos países em desenvolvimento e tornará as transferências internacionais mais baratas e mais seguras", disse o Ministro do Reino Unido para o Desenvolvimento, Gareth Thomas.

O anúncio de hoje baseia-se em mais de seis anos de trabalho nos serviços bancários móveis e no acesso ao financiamento. Durante esse período, a CGAP proporcionou financiamento e assessoria técnica para projectos com mais de uma dezena de fornecedores na Ásia, África e América Latina para desenvolver soluções bancárias inovadoras e avaliações conduzidas sobre as políticas postas em prática em 13 países. A CGAP publicou também uma série de livros brancos que focam os modelos de negócios, as necessidades do cliente e as condições da legislação que podem ser acedidos em http://www.cgap.org/technology.

"A ideia de que um telemóvel pode substituir uma filial do banco deixou de ser um conceito para passar a ser realidade a um ritmo incrível. Agora, com o apoio do DFID e da Bill & Melinda Gates Foundation, é hora de ir mais além do entusiasmo inicial dos últimos anos e mudar para o palco construído no exterior de dinheiro móvel, para que milhões de pessoas pobres em todos os lugares possam ter acesso a serviços financeiros formais", disse Stephen Rasmussen, gestor do Programa de Tecnologia da CGAP.

As tecnologias da comunicação, tais como dispositivos de ponto de venda e - multibanco, mas também e principalmente os telemóveis estão cada vez mais a ligar as pessoas mais pobres às redes financeiras. Com apoio técnico da CGAP e com o financiamento da Bill & Melinda Gates Foundation, os parceiros do projecto CGAP na Índia, Mongólia, Paquistão e Filipinas criaram a primeira conta poupança no mundo acedida pelo telemóvel, com a perspectiva de alcançar as pessoas mais pobres e sem banco.

"A poupança é um serviço financeiro altamente negligenciado que devia estar disponível para os pobres e apesar do que a maioria das pessoas possa pensar, os pobres precisam de um lugar seguro para guardar dinheiro", disse Amolo Ng'weno, vice-director da Bill & Melinda Gates Foundation. "Os telemóveis e outras soluções tecnológicas front-end podem trazer serviços financeiros de baixo custo para as pessoas pobres, dando-lhes oportunidades para construir uma segurança financeira e melhorar as suas vidas."

    
    Notas aos editores

    -- Um inquérito realizado pelo CGAP em 2009 descobriu que existem 2.7 mil
       milhões de pessoas em todo o mundo que não têm acesso a serviços 
       financeiros básicos, o que é importante porque as pessoas pobres 
       precisam de formas seguras para enviar, receber e poupar dinheiro.
    -- O subsídio mais conhecido da DFID para a inclusão financeira foi um
       subsídio de desafio dado à Vodafone que ajudou a criar o M-PESA, que, 
       três anos depois, tem mais de 8,5 milhões de pessoas com 
       transferências através de telemóveis no Quénia.

    Principais áreas de interesse para o programa tecnológico da CGAP

    -- Ajudar os legisladores a desenvolver legislação que apoie o uso
       efectivo de tecnologias móveis para a inclusão financeira.
    -- Aproveitar os pagamentos governamentais existentes e os fluxos de
       remessas para a prestação de serviços bancários a um grande número de 
       pessoas sem banco.
    -- Melhorar o amplo conhecimento da indústria e das práticas nas áreas de
       clientes, agentes, modelos de negócios e marcos legislatórios.
    -- Demonstrar inovação e escala em projectos bancários ramificados que
       resultem da assistência técnica CGAP e/ou concessão de financiamento.

    Factos sobre a CGAP

    -- A CGAP (Consultative Group to Assist the Poor/Grupo Consultivo para
       Auxiliar os Pobres) é apoiada por mais de 30 agências de 
       desenvolvimento e fundações privadas que partilham o objectivo comum 
       de aliviar a pobreza e está sedeada no Banco Mundial.
    -- A CGAP é consultora técnica dos G-20 nos esforços que estes têm feito
       para promover o uso da tecnologia para aumentar a inclusão financeira.
    -- Desde 2007, a CGAP moldou 14 projectos em nove países com governos,
       operadores de telecomunicações, instituições de micro-finanças e bancos
       comerciais.
    -- A CGAP liderou ou foi parceira em pesquisas de mercado que abrangeram
       mais de 6000 utilizadores móveis no Quénia, Filipinas, Brasil e África 
       do Sul.

Sobre a CGAP

A CGAP é um centro independente de políticas e pesquisa dedicado a fazer avançar o acesso financeiro aos pobres mundiais. É apoiada por mais de 30 agências de desenvolvimento e fundações privadas que partilham a missão de aliviar a pobreza. Com sede no Banco Mundial, a CGAP fornece informações de mercado, promove padrões, desenvolve soluções inovadoras e oferece serviços de consultoria para os governos, prestadores de micro-finanças, doadores e investidores. Mais em http://www.cgap.org.

Sobre o DFID

O Department for International Development é o departamento do governo britânico que gere a ajuda do Reino Unido aos países pobres e trabalha para erradicar a pobreza extrema. Pode encontrar mais informações em http://www.dfid.gov.uk.

    
    Para a CGAP
    Jim Rosenberg
    jrosenberg@cgap.org
    +1-202-473-1084

    Una Gallagher Pulizzi
    upulizzi@cgap.org
    +1-202-473-8869

    Para o DFID
    DFID Press Office
    +44-(0)-207-023-0600

FONTE CGAP