Johnson Controls elege Stephen Roell como Director-Geral Executivo; John M. Barth retira-se ao fim de 38 anos de serviço

30 jul, 2007, 15:31 BST De Johnson Controls, Inc.

MILWAUKEE, July 30 /PRNewswire/ --

O Conselho de Administração da Johnson Controls, Inc. (NYSE: JCI) anunciou hoje que Stephen A. Roell, vice-presidente executivo e vice-presidente, foi eleito director-geral executivo com entrada em vigor a 1 de Outubro de 2007. Stephen Roell foi também eleito presidente da Johnson Controls com entrada em vigor a 1 de Janeiro de 2008.

    
    (Foto: http://www.newscom.com/cgi-bin/prnh/20070726/AQTH103 )
    (Logotipo: http://www.newscom.com/cgi-bin/prnh/20030423/JCILOGO )

Stephen Roell irá suceder a John M. Barth, que irá retirar-se a 31 de Dezembro de 2007. John Barth irá continuar como membro do Conselho de Administração da empresa.

"O John tem sido um líder verdadeiramente excepcional, e todos os nossos clientes, funcionários e accionistas beneficiaram significativamente durante - seu mandato," afirmou Stephen Roell. "Em 2002, quando assumi o cargo de Director-Geral Executivo, a Johnson Controls tinha um valor de vendas ligeiramente superior a 20 mil milhões de dólares americanos. Através da sua concentração num serviço de apoio ao cliente sem igual, numa excelência operacional, numa diversidade da força de trabalho e dos fornecedores, e especialmente no desenvolvimento de líderes fortes ao longo de toda a empresa, iremos concluir o ano de 2007 com vendas num valor aproximado de 34,5 mil milhões de dólares americanos e com um registo inquebrável de 17 anos consecutivos de aumentos em termos de rendimentos. Adicionalmente, a capitalização do mercado da Johnson Controls aumentou de 7 mil milhões de dólares americanos para mais de 22 mil milhões de dólares americanos desde 2002. O John também estabeleceu uma fundação extremamente forte sobre a qual a nossa empresa irá continuar a crescer e a oferecer resultados sem precedentes a todas as nossas partes interessadas."

John Barth afirmou, "É evidente para mim que o Steve e a equipa de gestão são extremamente bem qualificados para fortalecer ainda mais a posição de liderança da empresa. Eles possuem uma enorme perspicácia em termos de negócios, relações sólidas com os nossos clientes em todo o mundo, e uma forte convicção na importância do nosso pessoal. Estou orgulhoso dos feitos da nossa empresa, e estou confiante de que o Steve irá continuar a desenvolver a excelente reputação da Johnson Controls enquanto uma organização de classe mundial."

Um veterano de 25 anos na empresa, o Stephen Roell afirmou que, enquanto CEO, as suas prioridades irão continuar na mesma linha da direcção actual da empresa por forma a promover ainda mais o sucesso da mesma.

"Iremos continuar a ser uma empresa multi-industrial diversificada, dedicada a proporcionar conforto, segurança e sustentabilidade com produtos e serviços inovadores para os locais onde as pessoas vivem, trabalham e viajam," afirmou Stephen Roell. "Com uma incidência na satisfação do cliente, na tecnologia e na fluência global, a Johnson Controls dedica-se a auxiliar os seus clientes a terem mais sucesso. Temos consideráveis oportunidades para crescimento em todo o mundo. Em particular, iremos procurar fortalecer a nossa liderança nos mercados emergentes através de apoio aos nossos clientes globais e regionais."

Stephen Roell acrescentou ainda que, "a Johnson Controls tem um vasto leque de soluções orientadas para a sustentabilidade que poupam energia, reduzem as emissões de gás com efeito de estufa, e que protegem o ambiente, e iremos adoptar uma posição ofensiva na apresentação destas aos nossos clientes."

John Barth, de 61 anos, aderiu à empresa em 1969. Desempenhou diversos cargos de gestão operacional, incluindo a liderança da actividade automóvel da Johnson Controls durante oito anos antes de se tornar presidente e director operacional em 1998. Foi eleito CEO em 2002. Foi eleito para o Conselho de Administração da Johnson Controls em 1997.

Stephen Roell, de 57 anos, foi nomeado vice-presidente em 2005 e vice-presidente executivo em 2004. Desempenhou o cargo de vice-presidente sénior e como director executivo financeiro entre 1991 e 2004. Aderiu à empresa em 1982 e foi eleito para o Conselho de Administração da Johnson Controls em 2004.

Stephen Roell irá tornar-se no oitavo CEO da empresa no historial já com 123 anos desta.

A Johnson Controls irá realizar uma conferência telefónica para os membros da comunicação social empresarial falarem com o Stephen Roell hoje entre as 15:00 e as 16:00, hora central. A informação de marcação para participação é:

    
    Estados Unidos      +1-888-282-1195
    Internacional       +1-773-756-0869
    Código de acesso:   Johnson Controls


    O registo da Johnson Controls durante o mandato de John Barth enquanto
    CEO:

    (Todos os valores estão em dólares americanos salvo especificação em
      contrário)

    
                            2002             2007
    Vendas líquidas         20 mil milhões   34,5 mil milhões (estimativa)
    Rendimentos por acção   3,17 dólares     6,25 a 6,30 dólares (estimativa)
     (diluído) 
    Preço das acções        35,97 dólares    113,39 dólares
     (25 de Julho)
    Capitalização de        7 mil milhões    Mais de 22,4 mil milhões
     mercado (25 de Julho)
    Funcionários            111.000          140.000
    Países                  41               75
    Locais                  628              1.300

    Experiência automóvel
    Vendas em 2002: 14 mil milhões de dólares. 
    Vendas estimadas para 2007: 17 mil milhões de dólares

    - Desenvolvimento de uma base de clientes diversificada para incluir
      praticamente todos os fabricantes de automóveis no mundo
    - Transformou-se na principal fornecedora de assentos para OEMs japonesas
      e europeias na América do Norte
    - Crescimento dos rendimentos fora da América do Norte para contabilizar
      50% das vendas da actividade
    - Impressão estabelecida em mercados emergentes, incluindo China, Índia,
      Europa de Leste e Rússia
    - Portfólio de electrónica automóvel expandido de modo a incluir
      conjuntos combinados, visores, sistemas de entretenimento para bancos
      traseiros e tecnologias sem fios
    - Pioneira em inovações para assentos, iluminação, interiores e
      electrónica

    Eficiência de construção
    Vendas em 2002: 5 mil milhões de dólares 
    Vendas estimadas para 2007: 13 mil milhões de dólares

    - Duplicação do tamanho da actividade através da aquisição da York
      International em 2005, expandindo o mercado que a empresa abrange a
      serviços/produtos de controlos de construção e de aquecimento, 
      ventilação e ar condicionado (HVAC) para 200 mil milhões de dólares 
      americanos; conseguiu entrar no mercado HVAC residencial pela primeira 
      vez na sua história
    - Crescimento de capacidades em termos de optimização/gestão de energia
      para fortalecer o seu papel de líder enquanto fornecedora de soluções
      eficientes em termos de energia
    - Desenvolvimento de soluções para o local de trabalho globais para
      servir clientes grandes globais ao longo de diversos países
    - Adição de inovações em produtos/tecnologias novas em HVAC sem fios,
      vídeo digital e residencial

    Soluções de alimentação
    Vendas em 2002: mil milhões de dólares 
    Vendas estimadas para 2007: 4 mil milhões de dólares

    - Atribuída com todos os três primeiros contratos da indústria para
      sistemas de bateria de veículo híbridos a iões de lítio
    - Expansão da posição de liderança no mercado - na América do Norte e
      Ásia através das aquisições de actividades de baterias da Varta e da 
      Delphi
    - Fornece agora baterias OE a todos os principais fabricantes de
      automóveis e fornecedores líderes de assistência pós-venda a nível 
      mundial
    - Continua liderar a indústria em reciclagem de baterias

    Prémios e reconhecimentos seleccionados
    - 2006: Prémio World Diversity Forum (Fórum Mundial da Diversidade),
      classificação em "Melhores 100 Cidadões Empresariais" de Business 
      Ethics, Prémio Clean Air da EPA
    - 2005: Nomeada para o Índice de Sustentabilidade Dow Jones, Prémio
      Climate Protection da EPA, Prémio Global Innovator da CoreNet
    - 2004: Medalha de ouro do World Environment Center, Prémio de
      Crescimento Excepcional da Assoc. for Corporate Growth (Assoc. para o
      Crescimento Empresarial)
    - 2003: Nomeada para a Billion Dollar Roundtable (Mesa Redonda de Mil
      Milhões de Dólares) por aquisições superiores a mil milhões de dólares
      americanos junto de diversos fornecedores, Prémio "Star of Energy 
      Efficiency"

                                BIOGRAFIAS

    JOHN M. BARTH
    Presidente e CEO
    Johnson Controls, Inc.

Carreira: John Barth aderiu à Hoover Universal, uma fabricante de equipamento industrial, como engenheiro industrial em 1969. (A Johnson Controls adquiriu a Hoover Universal em 1985.) Desde então, desempenhou uma série de cargos operacionais de responsabilidade crescente. Em 1986, foi eleito um dos vice-presidentes da Johnson Controls, sendo responsável pelo Grupo de Tecnologia de Plásticos da empresa e vários anos mais tarde assumiu - cargo adicional de vice-presidente do Grupo de Sistemas Automóveis. Em 1992, foi eleito vice-presidente executivo da Johnson Controls, responsável pelas actividades de automóveis, de plásticos e de baterias da empresa. Foi eleito para o conselho de administração da Johnson Controls em 1997 e tornou-se presidente e director operacional em 1998. Foi nomeado director-geral executivo e presidente em 2002.

Foi nomeado quatro vezes um dos melhores CEOs da América (classificado em primeiro lugar durante quatro anos consecutivos na categoria de Automóveis e Peças Automóveis) pelo Institutional Investor. Recebeu também o Prémio de Liderança em 2006 do National Minority Supplier Development Council (NMSDC), e um prémio de liderança de diversidade nacional do World Diversity Forum.

Desempenhou o cargo de presidente do NMSDC de 2003 a 2005 e dirigiu anteriormente o Michigan Minority Business Development Council, um dos 39 Conselhos Regionais do NMSDC. É membro da The Business Roundtable e do Greater Milwaukee Committee, e um director da Metropolitan Milwaukee Association of Commerce.

Antecedentes e educação: John Barth frequentou a Carnegie-Mellon University, a Gannon University e o Institute for Management da Northwestern University.

    
    STEPHEN A. ROELL
    Vice-Presidente e Vice-Presidente Executivo
    Johnson Controls, Inc.

Carreira: Stephen Roell aderiu à Johnson Controls em 1982 enquanto controlador de operações para a Divisão de Sistemas e Serviços da actividade de controlos da empresa e foi nomeado como controlador de divisão da mesma pouco tempo depois. Desempenhou os cargos de tesoureiro e de controlador empresarial, e de 1991 a 2004, os cargos de vice-presidente sénior e de director executivo financeiro. Foi eleito vice-presidente executivo em 2004 e vice-presidente do Conselho de Administração em 2005.

Stephen Roell é um dos directores da Interstate Battery System of America, Inc. e da Wheaton Franciscan Healthcare-Southeast Wisconsin. Actua também no Conselho de Administração da Hunger Task Force e no Comité de Supervisão do Boys & Girls Club of Greater Milwaukee.

Antecedentes e educação: Stephen Roell tem um Bacharelato em Ciências da Contabilidade da St. Ambrose University. Recebeu um Certificado de Desenvolvimento de Gestão da Northeastern University.

A Johnson Controls (NYSE: JCI) é uma empresa líder global que leva engenhosidade aos locais onde as pessoas vivem, trabalham e viajam. Através da integração de tecnologias, produtos e serviços, criamos ambientes inteligentes que redefinem as relações entre as pessoas e os seus meios envolventes. A nossa equipa de 140.000 funcionários cria um mundo mais confortável, seguro e sustentável através dos nossos produtos e serviços para mais de 200 milhões de veículos, 12 milhões de lares e um milhão de edifícios comerciais. Para informação adicional, visite http://www.johnsoncontrols.com.

A Johnson Controls, Inc. ("a Empresa") realiza neste documento declarações de expectativa no que diz respeito aos seus resultados financeiros para o ano fiscal de 2007, as quais se baseiam em dados preliminares e estão sujeitas a riscos e incertezas. Todas as declarações que não declarações de facto histórico são declarações que podem ser consideradas declarações de expectativa. A Empresa alerta que numerosos factores como, por exemplo níveis e calendários de produção de veículos automóveis, capacidade de mitigar o impacto de custos de matérias-primas e de energia, força dos Estados Unidos ou de outras economias, taxas de câmbio, cancelamento de contratos comerciais, interrupções laborais, capacidade de alcançar a aquisição de benefícios de integração relacionados, e capacidade de execução no âmbito de acções de restruturação em conformidade com os prazos e custos antecipados, bem como com os factores discutidos na apresentação mais recente do formulário 10-K da Empresa (datado de 5 de Dezembro de 2006) podem afectar os resultados efectivos da Empresa e podem fazer com que os seus resultados actuais consolidados sejam materialmente diferentes dos expressos em quaisquer possíveis declarações de expectativa realizadas por, ou em nome da, Empresa.

Web site: http://www.johnsoncontrols.com

FONTE Johnson Controls, Inc.