Pioneiros do Sector Apoiam a Criação de Design Ecológico

12 jul, 2010, 07:00 BST De International Network for Bamboo and Rattan (INBAR)

BEIJING, July 12, 2010 /PRNewswire/ --

- Júri de Classe Mundial Reunido para a International Bamboo and Rattan Product Ideas Competition

Com apenas mais um mês para se inscreverem na International Bamboo and Rattan Product Ideas Competition, aspirantes a designers, arquitectos e chefs de todo o mundo serão encorajados a saber que as suas futuras possíveis criações não poderão cair em melhores mãos.

O Estilista Vivienne Tam de Hong Kong, o arquitecto colombiano Simon Velez, a proprietária de um restaurante australiano Michelle Garnaut, o fundador do Lonely Planet Tony Wheeler e o conhecido cientista alemão Walter Liese, aceitaram compor o júri desta competição. Eles serão apoiados pelo arquitecto de Hong Kong Nelson Chen e pelo designer Kan Tai-keung. Todos eles são conhecidos mundialmente como líderes no seu campo de acção e todos eles ganharam a reputação de ter uma visão e inovação única.

A competição foi lançada em Março pela International Network for Bamboo and Rattan (INBAR), uma organização para o desenvolvimento e conservação global, com apoio da Federation of Hong Kong Industries. Encorajam as candidaturas de qualquer pessoa ou organização em todo o mundo. Os únicos requisitos são a necessidade de todos os produtos utilizarem bambu e/ou rattan e deverão estar relacionados com uma de quatro categorias - vestuário, alimentação, abrigos e transportes.

"O bambu e o rattan foram sempre importantes como meios de subsistência das comunidades rurais,"afirmou Coosje Hoogendoorn, Director Geral da INBAR. "Contudo, a tecnologia moderna permite que o bambu e o rotim sejam utilizados literalmente em milhares de aplicações, não apenas em vilas mas também em cidades.

"O objectivo desta competição é demonstrar o enorme potencial para inovação de produtos utilizando bambu e rattan, que podem não apenas reduzir a pobreza a nível rural como também proteger o ambiente. Isto deve-se ao facto da taxa de crescimento bastante rápida do bambu poder significar uma alternativa mais renovável que a madeira e ao facto de quando processado utilizar geralmente bastante menos energia que os outros materiais.

"O facto de termos conseguido reunir este incrível alinhamento de júris serve para demonstrar o valor destas considerações no mercado," afirmou Hoogendoorn. "O conhecimento e experiência que eles irão trazer ao processo serão incalculáveis."

Os vencedores de cada categoria serão convidados a apresentar os seus trabalhos na Cerimónia de Prémios da Competição, que terá lugar em Outubro na Shanghai World Expo.

As inscrições terminam em 31 de Julho e os participantes inscritos terão até 31 de Agosto para submeter as suas entradas. Visite http://www.inbarworldexpo.com/competition.html ou envie um e-mail para ideascompetition@inbar.int para mais informações e formulários de inscrição.

FONTE International Network for Bamboo and Rattan (INBAR)