Vale Fixa 2008 Preços de Referência dos Finos de Minério de ferro com a Nippon Steel e a Posco

20 fev, 2008, 17:45 GMT De VALE

RIO DE JANEIRO, Brasil, February 20 /PRNewswire/ --

A Companhia Vale do Rio Doce (Vale), o maior produtor mundial de minério de ferro, concluiu as negociações relativas ao preço do minério de ferro para 2008 com a Nippon Steel Corporation (NSC), a maior empresa de siderurgia do Japão, e com a POSCO, a maior empresa de siderurgia da Coreia.

Em consequência destas negociações, os preços do minério do ferro para os finos da Southern System (SSF), FOB Tubarao, aumentaram cerca de 65%, em comparação a 2007. Ao mesmo tempo, devido à sua qualidade superior reconhecida, foi acordado que o preço para os finos de minério de ferro de Carajas (SFCJ) terá o valor de 0,0619 dólares por unidade de tonelada métrica seca de Ferro sobre o preço de 2008 para os SSF.

Assim, os novos valores de referência por unidade de tonelada métrica seca de Fe são 1,1898 dólares para os SSF e 1,2517 dólares para os SFCJ.

A amplitude do aumento de preço para 2008 reflecte a continuação das condições muito difíceis que ainda prevalecem no mercado mundial do minério de ferro.

O acordo do preço do minério de ferro com grandes empresas de alta qualidade e clientes habituais como a NSC e a Posco serve de prova ao nosso compromisso perante o sistema de referenciais de preços, respeitando o peso de relações a longo prazo e da confiança envolvidas nestas negociações.

A Vale reforça o seu compromisso perante os clientes, investindo uma quantidade significativa de recursos no aumento da capacidade produtiva. Embora o sério aumento nos custos de investimento e operacionais, a empresa conseguiu expandir a produção do minério de ferro numa média anual de 14,1%, entre 2001 e 2007. Actualmente, estamos a desenvolver projectos para acrescentar novas capacidades de minério de ferro de alta qualidade para ir ao encontro das necessidades dos nossos clientes, procurando atingir uma capacidade de produção de 450 milhões de toneladas métricas por ano no final de 2012, o que irá requerer um investimento substancial em novas minas e o alargamento da nossa infra-estrutura ferroviária e portuária.

Web site: http://www.vale.com

FONTE VALE