AbbVie apresenta estudos sobre novos tratamentos em pesquisa para câncer no 51o encontro da Sociedade Americana de Oncologia Clínica (ASCO)

Entre os estudos, inclui-se Venetoclax (ABT-199), para leucemia linfocítica crônica (LLC) e outros tipos de câncer e já considerado "Terapia Inovadora"(*) pela FDA para LLC

May 28, 2015, 13:02 ET from AbbVie

SÃO PAULO, 28 de maio de 2015 /PRNewswire/ -- No 51o Encontro Anual da Sociedade Americana de Oncologia Clínica (ASCO),  29 de maio a 2 de junho, Chicago, AbbVie apresenta 17 estudos sobre tratamentos em pesquisa para diferentes tipos de câncer, entre os quais, resultados com Venetoclax (ABT-199) em pacientes com mieloma múltiplo reincidente ou refratário.

Venetoclax  é inibidor seletivo de linfoma de células B-2 (BCL-2) que  recebeu, em maio de 2015, a classificação de "Terapia Inovadora", pela FDA, para o tratamento de leucemia linfocítica crônica em pacientes com  deleção do 17p (mutação genética de parte do braço curto do cromossomo 17), que causa curta sobrevida.  Venetoclax está em desenvolvimento por uma parceria AbbVie, Genentech e Roche; está em fase 3 de pesquisa clínica para o tratamento da leucemia linfocítica crônica e também em estudos  para outros tipos de câncer.

"A AbbVie desenvolve tratamentos para doenças com necessidades médicas ainda não totalmente atendidas e nossa intenção é causar impacto significativo em oncologia", afirma Michael Severino, Vice-Presidente Executivo de Pesquisa e Desenvolvimento e Diretor Científico da AbbVie.

A indicação de Venetoclax para leucemia linfocítica crônica em pacientes com deleção do 17p deve ser submetida à aprovação da FDA e EMA (Agência Europeia de Medicamentos) até final deste ano; para Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), a previsão de submissão é 2016, não estando, portanto, aprovado para uso no Brasil.

Os resumos de estudos da AbbVie no ASCO estão em http://am.asco.org/abstracts

Sobre leucemia linfocítica crônica (LCC)

LLC é um câncer de progressão lenta da medula óssea e do sangue, em que a medula óssea produz linfócitos, tipo de célula branca do sangue, em excesso. Este tipo corresponde a cerca de um quarto dos novos casos de leucemia diagnosticados nos EUA. A deleção do 17p é alteração genômica em que parte do cromossomo 17 é ausente. A expectativa de vida média para portadores de LLC com deleção do 17p pode chegar a três-dois anos, inferior a dos pacientes sem esta alteração (**).

Sobre Pesquisa em Oncologia na AbbVie

A Oncologia da AbbVie concentra-se na descoberta e desenvolvimento de terapias que atuam contra processos que o câncer necessita para sobreviver. Ao investir em novas tecnologias,  buscamos inovações para alguns dos tipos de câncer mais comuns e difíceis de tratar, incluindo glioblastoma multiforme, mieloma múltiplo e leucemia linfocítica crônica. A pesquisa  da AbbVie em oncologia inclui várias moléculas novas, estudadas em mais de 15 tipos de câncer e de tumores. Mais informações, http://oncology.abbvie.com

Sobre a AbbVie
AbbVie é uma companhia biofarmacêutica global, baseada em pesquisa, criada em 2013, a partir de sua separação da Abbott.  A missão da companhia é usar sua experiência, equipes dedicadas e foco em inovação para desenvolver e comercializar terapias avançadas  para algumas das doenças mais sérias e complexas do mundo.  Junto com sua subsidiária Pharmacyclics, a AbbVie emprega mais de 28.000 pessoas  em todo o mundo e comercializa seus medicamentos em mais de 170 países. Mais informações sobre a companhia e seus funcionários, em www.abbvie.com e siga @abbvie no Twitter ou conheça oportunidades de carreira em nossa página no  Facebook ou no LinkedIn.

No Brasil, a AbbVie foi criada no início de 2014.

Imprensa no Brasil:
Patrícia Sant'Anna
Diretora de Comunicação e Assuntos Corporativos, AbbVie

Maria José Arrojo (SPMJ) 
mjarrojo@spmj.com.br 
55 11 3289-2699

(*)http://www.fda.gov/regulatoryinformation/legislation/federalfooddrugandcosmeticactfdcact/significantamendmentstothefdcact/fdasia/ucm329491.htm

(**)Stilgenbaur, S, and Zenz, T, (2010) "Understanding and Managing Ultra High-Risk Chronic Lymphocytic Leukemia." ASH Education Book. 2010(1):481-488.

FONTE AbbVie

SOURCE AbbVie



RELATED LINKS

http://www.abbvie.com