Pacific Rubiales fornece atualização operacional do segundo trimestre de 2015

Jul 15, 2015, 17:54 ET from Pacific Rubiales Energy Corp.

TORONTO, 15 de julho de 2015 /PRNewswire/ -- A Pacific Rubiales Energy Corp. (TSX: PRE) (BVC: PREC) forneceu hoje uma atualização operacional para os seus resultados operacionais do segundo trimestre de 2015, a qual inclui estimativas de produção e volumes de vendas, realizações de preços e netbacks operacionais, resumidos da seguinte forma:


2o trim. 2015
(Estimado)

1o trim. 2015

(Real)

4o trim. 2014

(Real)

3o trim. 2014

(Real)

2o trim. 2014

(Real)







Produção Líquida de Petróleo (Mbbl/d)

143 – 145

144

137

135

139

Produção Líquida de Gás Natural (Mboe/d)

8 – 9

9

10

10

10

Produção Líquida Total (Mboe/d)

151 – 153

153

147

145

149







Volumes de Vendas (Mboe/d)

143 – 146

180

162

163

155







Realização dos Preços de Petróleo ($/bbl)1

$53 - $56

$50,38

$68,27

$99,14

$99,76

Realização dos Preços de Gás Natural ($/boe)

$32 - $33

$32,48

$29,97

$31,95

$31,33

Realização dos Preços Combinados ($/boe)1

$52 - $55

$49,45

$65,64

$88,05

$94,95







Custo Operacional Subjacente2

$23 - $26

$21,21

$26,44

$30,79

$31,71

Custo Operacional Total3

$21 - $24

$26,72

$27,28

$32.97

$32.19

Geral e Administrativo ($/boe)

$4,00 - $5,00

$3,39

$6,62

$6,45

$6,32







WTI NYMEX ($/bbl)

$57,95

$48,57

$73,20

$97,25

$102,99

BRENT ICE ($/bbl)

$63,50

$55,13

$77,07

$103,46

$109,76

1Inclui ganhos/perdas de hedge de preços de commodities




2Inclui custo de produção, transporte e diluente.




3Inclui overlift/underlift, royalties pagos em dinheiro e outros custos.




Nota: todos os valores constantes deste comunicado estão em US$, salvo indicação em contrário.




Resultados do segundo trimestre de 2015

A produção líquida total no trimestre deverá ficar na faixa de 151 a 153 Mboe/d, cerca de 2% superior ao mesmo período do ano anterior. Isto está em linha com o trimestre anterior, apesar do aumento das interrupções de transporte nos dutos durante o trimestre.

A Companhia divulga seus volumes de vendas compostas de volumes produzidos disponíveis para venda, além de volumes de diluente comprados (combinados com a produção de petróleo pesado para formar um mix de vendas), além de volumes de petróleo para negociação ("OFT"), mais/menos ajustes do estoque de vendas. Os volumes de vendas podem variar significativamente de trimestre a trimestre como consequência dos diluentes e volumes de OFT flutuantes e oscilações significativas nos estoques de petróleo, que são relacionadas ao tempo de transporte de carga de exportação.

Os volumes de vendas no segundo trimestre deverão ficar na faixa de 143 a 146 Mboe/d, uma redução de cerca de 7% em relação ao mesmo período um ano atrás. Os volumes de OFT deverão ficar na faixa de 10 a 12 Mbbl/d (em comparação com 15,5 Mbbl/d no primeiro trimestre de 2015). Os volumes adquiridos para a diluição foram de aproximadamente 600 bbl/d (em comparação com 325 bbl/d no primeiro trimestre de 2015).

A Companhia prevê que os preços realizados combinados (incluindo a produção de gás natural) no segundo trimestre ficarão na faixa de US$ 52 a US$ 55 /boe, o que é inferior em comparação com o mesmo trimestre do ano anterior, mas em linha com o declínio dos preços de benchmark em 2015. A maior parte da produção de petróleo da Companhia na Colômbia e no Peru é exportada a preços ligados aos preços internacionais do petróleo. Os preços de petróleo de benchmark WTI e Brent aumentaram cerca de 17% (~US$ 9/bbl) durante o trimestre.

O declínio nos preços mundiais do petróleo ao longo dos últimos trimestres é parcialmente compensado pelas reduções de custo que a Companhia pode alcançar em 2015. A Companhia prevê que o custo operacional subjacente (incluindo o custo de produção, transporte e diluente) no segundo trimestre fique na faixa de US$ 23 a US$ 26 /boe, o que é inferior em comparação com o mesmo trimestre de um ano atrás e ligeiramente superior ao do primeiro trimestre de 2015, resultado do menor volume de vendas e de um Peso colombiano flutuante em relação ao Dólar. A diminuição dos custos de produção é sustentável e principalmente atribuída aos programas de redução de custos em curso da Companhia. Os custos de transporte e diluentes foram comparáveis aos do primeiro trimestre de 2015 tendo por base o boe.

Os netbacks operacionais para o trimestre deverão ser maiores em comparação com o trimestre anterior, impactados por um aumento dos preços do petróleo de benchmark e menores custos operacionais. As margens operacionais em dinheiro deverão ser de aproximadamente 58%. A Companhia calcula o seu netback operacional para as receitas e os custos com base no volume total de vendas excluindo os volumes de OFT, em vez de volumes produzidos. Note-se que a margem do EBITDA ajustada em volumes de OFT é normalmente de US$ 1 a US$ 3 /bbl. Os custos totais operacionais são relatados como uma combinação de: custos de produção, transporte e diluentes, além de outros custos e despesas overlift/underlift. Os dois últimos (outros custos e overlift/underlift) em grande parte se relacionam com mudanças na relação de estoque e transporte de carga e podem, consequentemente, afetar significativamente os custos totais de forma positiva ou negativa em um dado trimestre. Isso se evidencia pelo overlift significativo no primeiro trimestre de 2015 e um underlift no primeiro trimestre de 2014.

As despesas gerais e administrativas para o trimestre deverão ficar na faixa de US$ 4,00 a US$ 5,00 /boe, um decréscimo de aproximadamente 29% em relação ao mesmo período um ano atrás. Isso é aproximadamente 33% superior ao trimestre anterior, uma vez que as medidas significativas de redução de custos implementadas foram compensadas pelos menores volumes de vendas.

Sobre a Pacific Rubiales

A Pacific Rubiales é uma empresa de capital aberto sediada no Canadá, líder na exploração e produção de gás natural e petróleo cru, com operações focadas na América Latina. A Companhia tem um portfólio diversificado de ativos, com participações em aproximadamente 90 blocos de exploração e produção em sete países: Colômbia, Peru, Guatemala, Brasil, Guiana, Papua Nova Guiné e Belize. A estratégia da Companhia é focada no crescimento sustentável da produção e das reservas, bem como na geração de receitas. A Pacific Rubiales assumiu o compromisso de conduzir seus negócios com segurança e de maneira responsável sob os aspectos sociais e ambientais.

As ações ordinárias da Companhia são comercializadas na Bolsa de Valores de Toronto (Toronto Stock Exchange) e na Bolsa de Valores da Colômbia, sob os símbolos PRE e PREC, respectivamente.

Informes

Notas de advertência em relação a declarações prospectivas

Este comunicado à imprensa contém declarações prospectivas. Todas as declarações, que não as declarações de fatos históricos que tratam de atividades, eventos ou desenvolvimentos, que a Companhia acredita, espera ou prevê que irão ou que poderão ocorrer no futuro (incluindo, sem limitação, declarações sobre estimativas e/ou suposições em relação à produção, receitas, fluxo de caixa e custos, estimativas de reservas e recursos, recursos e reservas potenciais e os planos e objetivos de exploração e desenvolvimento da Companhia), são declarações prospectivas. Estas declarações prospectivas refletem as expectativas ou convicções atuais da Companhia, com base nas informações atualmente disponíveis à Companhia. Declarações prospectivas estão sujeitas a vários riscos e incertezas que podem fazer com que os resultados reais da Companhia sejam consideravelmente diferentes dos discutidos nas declarações prospectivas e, até mesmo, caso tais resultados reais se concretizem ou se concretizem substancialmente, não pode haver qualquer garantia de que eles terão as consequências ou efeitos esperados sobre a Companhia. Os fatores que podem fazer com que os resultados ou eventos reais sejam consideravelmente diferentes das expectativas atuais incluem, entre outras coisas: incerteza sobre as estimativas de custos de capital e custos operacionais, estimativas de produção e retorno econômico estimado; a possibilidade de que as circunstâncias reais sejam diferentes das estimativas e das suposições; falhas no estabelecimento de estimativa dos recursos ou reservas; flutuações nos preços do petróleo e nas taxas de câmbio; inflação; mudanças nos mercados acionários; desenvolvimentos políticos na Colômbia, Guatemala, Peru, Brasil, Papua Nova Guiné, Guiana e México; alterações nos regulamentos que afetem as atividades da Companhia; incertezas quanto à disponibilidade e custos de financiamento necessário no futuro; incertezas envolvidas na interpretação dos resultados de perfuração e outros dados geológicos; e outros riscos divulgados sob o título "Fatores de Risco" e em qualquer outro lugar no formulário de informações anuais da Companhia, datadas de 17 de março de 2015, arquivadas na SEDAR em www.sedar.com. Qualquer declaração prospectiva somente é válida na data em que é feita e, exceto pelo que pode ser requerido pela legislação de valores mobiliários aplicável, a Companhia não assume qualquer intenção ou obrigação de atualizar qualquer declaração prospectiva, seja como resultado de novas informações, eventos ou resultados futuros ou por qualquer outro motivo. Embora a Companhia acredite que as suposições inerentes às declarações prospectivas sejam razoáveis, declarações prospectivas não são garantias de desempenho futuro e, consequentemente, confiança indevida não deve ser depositada em tais declarações, devido à incerteza que nelas possa estar contida.

Além disso, os níveis de produção relatados podem não refletir as taxas de produção sustentável e as futuras taxas de produção podem diferir substancialmente das taxas de produção refletidas neste comunicado à imprensa, devido a, entre outros fatores, dificuldades ou interrupções encontradas durante a produção de hidrocarbonetos.

Informações financeiras não auditadas

Certos resultados financeiros e operacionais incluídos neste comunicado à imprensa, tais como dispêndios de capital, informações sobre a produção e custos operacionais são baseados em resultados estimados não auditados. Esses resultados estimados estão sujeitos a mudanças, após a conclusão das demonstrações financeiras auditadas, para o ano encerrado em 31 de março de 2015, e as mudanças podem ser consideráveis. A Pacific Rubiales prevê que irá protocolar suas demonstrações financeiras auditadas e a discussão e análise da administração relacionada, do ano encerrado em 31 de março de 2015, no SEDAR, em ou antes de 14 de maio de 2015.

Conversão do Boe 

A medida Boe (barril equivalente de petróleo) pode induzir a erro, especialmente se usada isoladamente. Uma taxa de conversão boe de 5,7 Mcf: 1 bbl é baseada em um método de conversão de equivalência de energia aplicável principalmente na ponta do consumidor final e não representa uma equivalência do valor na boca do poço. Os valores estimados, divulgados neste comunicado de imprensa, não representam o justo valor de mercado. As estimativas das reservas e as futuras receitas líquidas para propriedades individuais podem não refletir o mesmo nível de confiança de estimativas de reservas e futuras receitas líquidas de todas as propriedades, devido aos efeitos da agregação. 

Definições  

Bcf

Bilhões de pés cúbicos.

Bcfe

Bilhões de pés cúbicos de equivalentes de gás natural.

bbl

Barris de petróleo.

bbl/d

Barris de petróleo por dia.

boe

Barril equivalente de petróleo. A medida Boe pode induzir a erro, especialmente se usada isoladamente. O padrão colombiano é uma taxa de conversão do boe de 5,7 Mcf:1 bbl e é baseado em um método de conversão de equivalência de energia, aplicável principalmente na ponta do consumidor final e não representa uma equivalência do valor na boca do poço.

boe/d

Barril equivalente de petróleo por dia.

Mbbl

Milhares de barris.

Mboe

Milhares de barris equivalentes de petróleo.

MMbbl

Milhões de barris.

MMboe

Milhões de barris equivalentes de petróleo.

Mcf

Milhares de pés cúbicos.

WTI

Índice de preços de petróleo intermediário do Texas.

Tradução 

Este comunicado à imprensa foi preparado no idioma inglês e, subsequentemente, traduzido para espanhol e português. No caso de haver qualquer diferença entre a versão em inglês e as versões traduzidas, o documento em inglês deve ser tratado como a versão válida.

CONTATO: Frederick Kozak, vice-presidente corporativo para Relações com Investidores, +57 (1) 511-7992, +1 (403) 606-3165; Roberto Puente, gerente sênior para Relações com Investidores, +57 (1) 511-2298; Richard Oyelowo, gerente para Relações com Investidores, +1 (416) 362-7735; CONTATO COM A IMPRENSA: Peter Volk, vice-presidente de Comunicações para a América do Norte, +1 (416) 362-7735.

FONTE Pacific Rubiales Energy Corp.

SOURCE Pacific Rubiales Energy Corp.