Pacific Rubiales anuncia início das operações da linha de transmissão de energia elétrica para fornecimento de energia de custo mais baixo para os campos petrolíferos de Rubiales e Quifa

Jan 20, 2014, 16:00 ET from Pacific Rubiales Energy Corp.

TORONTO, 20 de janeiro de 2014 /PRNewswire/ -- A Pacific Rubiales Energy Corp. (TSX: PRE) (BVC: PREC) (BOVESPA: PREB) anunciou hoje que iniciou as atividades de sua linha de transmissão de energia elétrica Petroeléctrica Los Llanos ("PEL"), que conecta os campos petrolíferos de Rubiales e Quifa, operados pela companhia, à rede elétrica da Colômbia.

Esta nova linha de transmissão de 230 quilovolts percorre 260 quilômetros da Subestação Chivor, no Departamento de Boyaca, até o campo de Rubiales e fornecerá até 192 megawatts por hora para duas estações de bombeamento de reforço de pressão no Oleoduto ODL, bem como para subestações nos campos de Rubiales e Quifa. As operações da linha PEL tiveram início com o fornecimento de energia para os campos de Rubiales e Quifa e deverão estar totalmente comissionadas até meados de 2014, assim que as subestações do Oleoduto ODL estiverem concluídas. A Companhia investiu aproximadamente US$ 230 milhões na construção da PEL, a qual é de propriedade integral da Companhia e detida pela Pacific Midstream Holding Corp. ("Pacific Midstream"), uma entidade integral da Companhia.

O término da construção da linha de transmissão foi celebrado oficialmente em uma cerimônia com a participação de representantes do governo da Colômbia e da Companhia, na sexta-feira, 6 de dezembro de 2013.

Ronald Pantin, Executivo-Chefe da Companhia, comentou:

"Este é um projeto muito importante para a Companhia, pois esperamos reduzir os custos de produção nos campos de Rubiales e Quifa através da redução significativa dos custos da energia elétrica para a produção de petróleo, atualmente gerada com a queima de diesel importado mais caro e com a produção de petróleo do campo. A redução dos custos deverá ser de aproximadamente CAD$ 100 milhões por ano, levando em conta comisionamento total.

"A Companhia planeja utilizar a PEL para fornecer a energia necessária para operar seu novo CPE-6 e outros desenvolvimentos futuros de campos de petróleo pesado no sul da bacia de Llanos. Além disso, o projeto possui o importante benefício de redução das emissões de gases de efeito estufa, estimada em 180.000 toneladas por ano.

"Este projeto ilustra as vantagens que a Companhia adquire através de seu extensivo investimento em infraestrutura e seu foco na gestão e na redução de seus custos operacionais.

"A Pacific Midstream, que atualmente detém a participação nos oleodutos ODL e Bicentenario da Companhia, bem como nos ativos da linha de transmissão de energia elétrica PEL, está no processo de transferência de cerca de 40% para um terceiro. Foram recebidas propostas indicativas de aproximadamente US$ 400 milhões e a Companhia agora espera concluir a venda no primeiro semestre de 2014, gerando caixa enquanto mantém os benefícios da redução de custos e da segurança no fornecimento de energia dos ativos de infraestrutura".

A Pacific Rubiales, uma companhia canadense e produtora de gás natural e petróleo bruto, detentora de 100% do capital da Meta Petroleum Corp., que opera nos campos de petróleo pesado de Rubiales, Piriri e Quifa, localizados na Bacia de Llanos e 100% do capital da Pacific Stratus Energy Colombia Corp., que opera o campo de gás natural de La Creciente na área noroeste da Colômbia. A Pacific Rubiales também adquiriu 100% da Petrominerales Ltd., que possui ativos de petróleo leve e pesado na Colômbia e ativos de óleo e gás no Peru, 100% da PetroMagdalena Energy Corp., que possui ativos de petróleo leve na Colômbia e 100% da C&C Energia Ltd., que possui ativos de petróleo leve na bacia de Llanos. Adicionalmente, a Companhia possui um diversificado portfólio de ativos além da Colômbia, o que inclui ativos de produção e exploração no Peru, Guatemala, Brasil, Guiana e Papua - Nova Guiné.

As ações ordinárias da Companhia são comercializadas na Bolsa de Valores de Toronto e na Bolsa de Valores da Colômbia e como Certificados de Depósitos de Ações (Brazilian Depositary Receipts) na Bolsa de Valores, Mercadorias e Futuros do Brasil sob os símbolos PRE, PREC e PREB, respectivamente.

Avisos

Advertência com relação às Declarações Prospectivas

Este comunicado à imprensa contém declarações prospectivas. Todas as declarações, que não as declarações de fatos históricos, que tratam de atividades, eventos ou desenvolvimentos que a Companhia acredita, espera ou antecipa que irão ou que podem ocorrer no futuro (inclusive, sem limitação, declarações sobre estimativas e/ou suposições em relação à produção, receitas, fluxo de caixa e custos, estimativas de reserva e recursos, recursos e reservas potenciais e os planos e objetivos de exploração e desenvolvimento da Companhia) são declarações prospectivas. Estas declarações prospectivas refletem as expectativas ou crenças atuais da Companhia, com base nas informações atualmente disponíveis para a Companhia. As declarações prospectivas estão sujeitas a vários riscos e incertezas que podem fazer com que os resultados reais da Companhia sejam substancialmente diferentes daqueles discutidos nas declarações prospectivas, e até mesmo, caso tais resultados reais se concretizem, ou substancialmente se concretizem, não pode haver qualquer garantia de que eles terão as consequências esperadas ou efeitos sobre a Companhia. Os fatores que podem fazer com que os resultados reais ou os eventos sejam substancialmente diferentes das expectativas atuais incluem, entre outras coisas: incerteza das estimativas de capital e custos operacionais, estimativas de produção e retorno econômico estimado, possibilidade de que as circunstâncias reais sejam diferentes das estimativas e das suposições, fracasso em estabelecer estimativa dos recursos ou reservas; flutuações nos preços do petróleo e taxas de câmbio, inflação, mudanças nos mercados acionários; desenvolvimentos políticos na Colômbia, Guatemala, Peru, Brasil, Papua – Nova Guiné ou Guiana; alterações dos regulamentos que afetam as atividades da Companhia, incertezas quanto à disponibilidade e custos de financiamento necessários no futuro, incertezas envolvidas na interpretação dos resultados de perfuração e outros dados geológicos, o impacto de reivindicações ambientais, aborígines e outras e os atrasos que tais reivindicações possam causar nos planos de desenvolvimento esperados da Companhia e outros riscos divulgados sob o título "Fatores de Risco" e em qualquer outro lugar no  formulário de informações da Companhia datado de 13 de março de 2013 e arquivado no SEDAR no endereço www.sedar.com. Qualquer declaração prospectiva somente é efetivada a partir da data em que é feita e, exceto quando exigido por legislação aplicável de valores mobiliários, a Companhia não assume qualquer intenção ou obrigação de atualizar qualquer declaração prospectiva, seja como resultado de novas informações, eventos ou resultados futuros ou de outra forma. Apesar de a Companhia acreditar que as suposições inerentes às declarações prospectivas sejam razoáveis, as declarações prospectivas não são garantias de desempenho futuro e, consequentemente, confiança indevida não deve ser posta em tais declarações, devido à incerteza que nelas possa estar contida.

Adicionalmente, os níveis de produção reportados podem não refletir as taxas de produção sustentáveis e as taxas de produção futura podem diferir substancialmente das taxas de produção refletidas neste comunicado à  imprensa devido a, entre outros fatores, dificuldades ou interrupções encontradas durante a produção de hidrocarbonetos.

Tradução

Este comunicado à imprensa foi preparado no idioma inglês e posteriormente traduzido para o espanhol e para o português. No caso de quaisquer diferenças entre a versão em inglês e as suas respectivas traduções, o documento em inglês deverá prevalecer.

PDF disponível no endereço: http://40rhel5streamview01.newswire.ca/media/2014/01/19/20140119-732323-35697-3e8d29bb-925c-40a9-b2ee-e14aadbacda1.pdf

Para mais informações:

Christopher (Chris) LeGallais
Vice-Presidente Sênior, Relações com Investidores
+1 (647) 295-3700

Roberto Puente
Gerente Sênior, Relações com Investidores
+57 (1) 511-2298

Kate Stark
Gerente, Relações com Investidores
+1 (416) 362-7735

(PRE.)

FONTE Pacific Rubiales Energy Corp.

FONTE Pacific Rubiales Energy Corp.

SOURCE Pacific Rubiales Energy Corp.