A Associação Latino-americana de Sistemas Privados de Saúde (ALAMI) busca melhorar as práticas da saúde privada

O presidente da ALAMI, o dominicano Eduardo Cruz, e o presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, concordam que os serviços de saúde devem oferecer os mais altos padrões de qualidade.

Apr 04, 2012, 16:54 ET from La Asociación Latinoamericana de Sistemas Privados de Salud (ALAMI)

SANTO DOMINGO, República Dominicana, 4 de abril de 2012 /PRNewswire/ -- A Associação Latino-americana de Sistemas Privados de Saúde (ALAMI) e a Associação Colombiana de Empresas de Medicina Integral (ACEMI) realizaram recentemente em Bogotá, Colômbia, o XV Congresso Internacional denominado “Colocando a saúde mais perto das pessoas”.  

Este encontro, que reuniu durante dois dias mais de 350 participantes, concentrou-se no exame dos fatores de qualidade na prestação dos serviços, com várias sessões dedicadas a temas como serviços completos, oportunidade, acesso fácil e humanização do atendimento médico, e apresentou conferencistas da Colômbia e da América Latina.  

Em seu discurso de boas-vindas aos participantes, Eduardo Cruz, presidente da ALAMI, expressou o interesse das entidades privadas em garantir à população da região os mais altos padrões de qualidade e um serviço mais humano; destacou também que o sistema sanitário da Colômbia foi pioneiro na melhoria das exigências de qualidade e é considerado uma das referências na região.  

"A ideia do congresso é exatamente analisar esses fenômenos, compartilhar as experiências latino-americanas e colocar sempre os usuários como foco central. Sabemos que todos querem ser atendidos de forma integral, oportuna e humana”, disse Eduardo Cruz.  

Durante este importante evento de saúde em nível regional, o presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, reconheceu o trabalho realizado pela ALAMI em comunicado dirigido à direção da entidade: “Os planos privados de saúde estão aumentando gradualmente na América Latina, e a ALAMI, que representa quase 300 deles, desempenha um papel fundamental em duas frentes: a busca de novas formas de promover as melhores práticas do setor e a criação de programas de prevenção de doenças”, disse o presidente Santos. Destacou também a importância dos serviços de saúde como um dos fatores que contribuem para a prosperidade de um país e afirmou que tanto o governo quanto as instituições privadas devem criar as condições necessárias para oferecer serviços de saúde de qualidade.

O presidente colombiano concluiu dizendo que: “A saúde é o que dá valor a todos os aspectos da vida. É uma satisfação constatar que a ALAMI está em sintonia com o que penso. Seu compromisso com o bem-estar dos seus beneficiários é prova disso”.  

A ALAMI foi criada em 1980, e seu objetivo é criar uma referência regional para os sistemas de saúde privados e promover a livre troca de conhecimentos em todos os níveis, para promover um ambiente apropriado para que a ciência e a tecnologia estejam a serviço da saúde da população beneficiária.  

A ALAMI é composta atualmente de nove países:  Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Peru, Paraguai, República Dominicana, Uruguai e Venezuela,e representa mais de 100 milhões de afiliados.  

FONTE  La Asociación Latinoamericana de Sistemas Privados de Salud (ALAMI)

FONTE La Asociación Latinoamericana de Sistemas Privados de Salud (ALAMI)

SOURCE La Asociación Latinoamericana de Sistemas Privados de Salud (ALAMI)