PR Newswire: news distribution, targeting and monitoring
2014

A Hydro-Québec e a Technifin formam parceria para licenciar o espinélio óxido de titanato de lítio (LTO)

Share with Twitter Share with LinkedIn
Translations:
Português

MONTREAL, 21 de outubro de 2011 /PRNewswire/ -- A Hydro-Québec (Canadá) e a Technifin (África do Sul) têm o prazer de anunciar que assinaram um acordo de colaboração de propriedade intelectual relacionado com o licenciamento de suas respectivas propriedades intelectuais (PIs) das tecnologias com espinélio óxido de titanato de lítio (LTO), particularmente as aplicações em baterias de íon-lítio.

Com o mercado do transporte eletrificado crescendo rapidamente, a tecnologia LTO, quando usada como o eletrodo negativo (anodo) nas baterias de íon-lítio, está se tornando cada vez mais atraente devido tanto à sua segurança a longo prazo quanto ao seu longo ciclo de vida. Os comunicados para a imprensa de grupos internacionais de pesquisas e de várias companhias, durante os últimos meses, refletem o forte interesse comercial nesta tecnologia e nas PIs relacionadas. Documentos técnicos e comunicados para a imprensa da Hydro-Québec e de outras companhias descreveram vários dos melhores benefícios da tecnologia LTO, especialmente as tremendas melhorias no ciclo de vida, tempos de recarga mais rápidos e segurança incomparável.

A decisão tomada pela Hydro-Québec e pela Technifin de unirem suas respectivas PIs de LTO para o propósito de licenciamento estabelece a base de resposta para a demanda de crescimento rápido das indústrias globais de baterias e automotivas por fontes confiáveis de LTO, fornecendo uma penetração rápida e de ampla base no mercado dos materiais LTO de alta qualidade. A transferência de tecnologia e o know-how serão fornecidos com o apoio dos pesquisadores da Hydro-Québec para permitir uma implementação rápida e eficiente da tecnologia em produtos de baterias. Várias licenças foram concedidas recentemente para patentes dentro do portfólio das PIs unidas.

As baterias recarregáveis de íon-lítio mudaram literalmente o mundo. Os celulares atuais, os laptops e os veículos híbridos e elétricos não existiriam sem a tecnologia íon-lítio. As insuperáveis capacidades oferecidas pela tecnologia LTO serão benéficas em inúmeras novas aplicações, incluindo baterias para automóveis elétricos e híbridos e armazenagem fixa de energia para aplicações "smart grid (rede inteligente)".

As patentes LTO da Hydro-Québec/Technifin compreendem dois grupos separados de direitos de patentes que fornecem proteção extensiva em todo o mundo para a tecnologia LTO. O primeiro grupo, as patentes da Technifin, cobre o uso básico das células de íon-lítio dos anodos LTO inventados em 1994 pelo mundialmente renomado cientista, Dr. Michael Thackeray quando participava do CSIR - Council for Scientific and Industrial Research (Conselho de Pesquisa Científica e Industrial) na África do Sul. O segundo grupo cobre o potencial do LTO que foi reconhecido em 1995 pelo Dr. Karim Zaghib no IREQ – o Instituto de Pesquisa da Hydro-Québec. Depois disso, o Dr. Zaghib explorou, melhorou e patenteou novos aspectos da tecnologia LTO.

Sobre a tecnologia LTO

O espinélio óxido de titanato de lítio (LTO), representado como Li4Ti5O12, é um atraente material anodo para baterias de íon-lítio. Ele opera a 1,5 V acima do potencial do lítio metálico, resultando assim em engates de bateria com notável segurança em comparação com os sistemas convencionais que usam grafite litiado, LiC6, como anodo. Os engates de bateria incluem LTO/LMO (espinélio óxido de manganês de lítio), LTO/LMNO (espinélio óxido de níquel-manganês de lítio) e LTO/LFP (fosfato de ferro de lítio, tipo olivina). O espaço tridimensional para o movimento do íon-lítio dentro da estrutura espinélio do LTO fornece uma taxa de transporte excepcionalmente alta, especialmente quando partículas nanodimensionadas do LTO são usadas. Além disso, a inserção de lítio e as reações de extração que acontecem durante o carregamento e descarregamento, respectivamente, ocorrem sem contração/expansão significativas da estrutura do cristal, resultando em um ciclo de vida muito maior. Apesar da baixa capacidade do LTO (175 mAh/g) em relação à do grafite (372 mAh/g), as células de íon-lítio com anodos de LTO avançados são particularmente atraentes para uma nova e emergente geração de baterias de íon-lítio seguras para acionarem veículos híbridos elétricos e outros aparelhos móveis, bem como para aplicações de armazenagem fixa de energia.

Sobre o Dr. Michael Thackeray

Michael Thackeray é um Ilustre Membro e cientista sênior do Argonne National Laboratory, EUA. Ele obteve seu Ph.D. da Universidade de Cape Town, África do Sul e estudou como membro de pós-graduação com o Professor John Goodenough na Universidade de Oxford no início dos anos 80. Depois disso, ele retornou para a África do Sul para chefiar o Departamento de Baterias do Conselho de Pesquisa Científica e Industrial antes de ir para o Argonne em 1994. Atualmente é o Diretor do Centro de Armazenagem de Energia Elétrica: Interfaces Adaptadas (um dos Centros de Pesquisas das Fronteiras da Energia do Departamento de Energia dos Estados Unidos), que é uma parceria entre o Argonne, a Universidade Northwestern e a Universidade de Illinois em Urbana-Champaign.

O Dr. Thackeray contribuiu na descoberta de diversas novas químicas para baterias e no projeto de materiais para estes sistemas, vários dos quais foram licenciados para a indústria de todo o mundo. Ele é autor de mais de 200 documentos e inventor com 44 patentes. Sua pesquisa foi publicada amplamente e reconhecida através de vários prêmios nacionais e internacionais, destacando-se o Prêmio Yeager da International Battery Association (2011); o Prêmio R&D do Departamento de Energia dos Estados Unidos (2010); o Prêmio R&D100 (2009). O Prêmio de Pesquisa da Electrochemical Society, Divisão de Baterias (2005); a Medalha de Desempenho de Destaque da Universidade de Chicago; o Prêmio de Pesquisa da International Battery Association (1993); O Prêmio de Realizador de Destaque do CSIR (1993) e a Medalha de Prata, do South Africa Institute of Physics (1983). O Dr. Thackeray foi também reconhecido no mural comemorativo no primeiro parque de ciências, internacionalmente credenciado, The Innovation Hub, na África do Sul (2005).

Sobre o Dr. Karim Zaghib

O Dr. Karim Zaghib obteve seu Ph.D. do Institut National Polytechnique de Grenoble em 1990 e assumiu seus estudos de pós-doutorado sob um contrato com a Saft-DGA (1990-1992).  De 1992 a 1995 o Dr. Zaghib foi pesquisador convidado no Ministério de Comércio Exterior e Indústria do Japão (MITI) e do Instituto Nacional de Pesquisas de Osaka (ONRI). Em 1995, ele se uniu à Hydro-Québec, onde é atualmente Administrador da unidade de armazenamento e conversão de energia. O Dr. Zaghib é especialmente renomado por suas contribuições para o desenvolvimento e compreensão dos materiais de baterias de íon-lítio, Particularmente através de suas colaborações com Kim Kinoshita (Lawrence Berkeley National Laboratory, EUA) sobre o anodo de grafite e com Michel Armand (CNRS, França), John Goodenough (Universidade do Texas, Austin, EUA) e Christian Julien e Alain Mauger (Paris 6 University, França) sobre catodos tipo olivina. Em 1996, ele foi a primeira pessoa a propor o uso do LTO nanodimensional para as baterias de íon-lítio e supercapacitores híbridos.

Dr. Zaghib é um membro altamente ativo da Electrochemical Society (ECS). Ele recebeu o Prêmio de Pesquisa da Divisão de Tecnologia de Energia em 2009, foi eleito Membro da ECS em 2011 e completou recentemente seu período como Diretor da Divisão de Tecnologia de Energia. O Dr. Zaghib recebeu vários prêmios por sua pesquisa sobre baterias de íon-lítio, destacando-se o Prêmio de Pesquisa da International Battery Association (IBA) (2010) e o Prêmio de Pesquisa do International Electric Research Exchange (IERE) (2008). O Dr. Zaghib é o autor de 150 documentos, editor ou co-editor de 13 livros e inventor com 88 patentes.

Sobre a Hydro-Québec (www.hydroquebec.com)

A Hydro-Québec é uma companhia de utilidade pública de classe mundial que gera, transmite e distribui eletricidade. Seu único acionista é o governo de Québec. A companhia explora principalmente as opções de geração renovável, em especial a hidroeletricidade e apoia o desenvolvimento de energia eólica através de compra a partir de  produtores independentes de energia. Seu instituto de pesquisas, IREQ, conduz P&D em eficiência energética, armazenamento de energia e outros campos relacionados com a energia. A Hydro-Québec investe anualmente mais de US$ 100 milhões em pesquisa. A companhia vem realizando pesquisas sobre baterias há mais de 30 anos, incluindo trabalho extensivo em materiais avançados, especialmente sais fundidos, fosfato de ferro-lítio e nanotitanatos. A companhia está ajudando a desenvolver baterias de íon-lítio seguras e de alto desempenho que podem ser carregadas mais rapidamente e em maior número de vezes. O futuro sucesso dos carros elétricos depende em boa parte da bateria. Os esforços de inovação cobrem tanto as baterias de alta força quanto as baterias de alta energia.

Sobre a Technifin e o CSIR (www.csir.co.za)

A Technifin, uma subsidiária integral do CSIR - Council for Scientific and Industrial Research (Conselho de Pesquisa Científica e Industrial), possui e licencia patentes que têm origem no CSIR. O CSIR é uma das organizações líderes de pesquisa de ciências e tecnologia, desenvolvimento e implementação da África. Constituído por uma Lei do Parlamento em 1945 como um Conselho Científico, o CSIR realiza pesquisa direcionada e multidisciplinar, inovação tecnológica, bem como desenvolvimento industrial e científico para melhorar a qualidade de vida dos habitantes do país.

O CSIR investe mais de US$ 200 milhões por ano na pesquisa e está envolvido na pesquisa sobre baterias desde 1974. Em especial, o CSIR foi o pioneiro na descoberta e desenvolvimento inicial das baterias de cloreto de sódio-metal de alta temperatura ("Zebra") e foi criador inicial da propriedade intelectual que foi importante para a comercialização internacional das baterias recarregáveis de íon-lítio.

O CSIR está comprometido com o apoio à inovação na África do Sul para melhorar a competitividade nacional na economia global. Os serviços e soluções de ciência e tecnologia são fornecidos em apoio a vários grupos de interesse, e as oportunidades são identificadas onde novas tecnologias podem ser desenvolvidas e exploradas ainda mais nos setores público e privado, visando o benefício comercial e social.

O acionista do CSIR é o Governo da África do Sul, que possui o CSIR por procuração, através do Ministério da Ciência e Tecnologia.

Para mais informações:

Hydro-Québec

Technifin Pty Ltd

Hélène Laurin

Johan Hattingh

Consultora – Assuntos de  Mídia e Públicos

CEO e Diretor Gerente

Tel.: +1 514 289-3227

Tel.: +27 12 349 0030

E-mail: Laurin.helene@hydro.qc.ca

E-mail: jhattingh@sir.co.za



FONTE  Hydro-Quebec

FONTE Hydro-Quebec

SOURCE Hydro-Quebec



RELATED LINKS
http://www.hydroquebec.com
http://www.csir.co.za

Featured Video

Journalists and Bloggers

Visit PR Newswire for Journalists for releases, photos, ProfNet experts, and customized feeds just for Media.

View and download archived video content distributed by MultiVu on The Digital Center.

Share with Twitter Share with LinkedIn
 

Custom Packages

Browse our custom packages or build your own to meet your unique communications needs.

Start today.

 

 
 

PR Newswire Membership

Fill out a PR Newswire membership form or contact us at (888) 776-0942.

 
 

Learn about PR Newswire services

Request more information about PR Newswire products and services or call us at (888) 776-0942.

 

Online Member Center

Not a Member?
Click Here to Join
Login
Search News Releases
Advanced Search
Search
  1. PR Newswire Services
  2. Knowledge Center
  3. Browse News Releases
  4. Contact PR Newswire
  5. Send a News Release