Air China dará início a voos entre Pequim e Vladivostok

No fascinante Extremo Oriente

Mar 28, 2014, 12:27 ET from Air China

PEQUIM, 28 de março de 2014 /PRNewswire/ -- A Air China planeja dar início aos voos entre Pequim e Vladivostok no dia 3 de junho de 2014, ao oferecer acesso à maior cidade da Rússia, no Extremo Oriente, que conta com cenários magníficos e atrações culturais variadas.

Logo - http://photos.prnewswire.com/prnh/20080625/CNW017LOGO

O serviço semanal CA701/2, que ocorrerá quatro vezes por semana, será operado às terças-feiras, quartas-feiras, sextas-feiras e sábados. O voo de ida sai de Pequim às 6h25m, horário de Pequim, e chega às 11h35m, horário local. O voo da volta sai às 12h35m, horário local, e chega às 12h, horário de Pequim.

Vladivostok também é conhecida em chinês como Haishenwai. Localizada na extremidade sul da península de Muravyov-Amursky, no leste do continente eurasiano, Vladivostok fica perto da fronteira da Rússia com a China e a Coreia do Norte. Há uma diferença de três horas entre Vladivostok e Pequim. Vladivostok é a estação final da Ferrovia Transiberiana. Na praça da Revolução de Outubro, há uma estátua de bronze de Lenin. A baía de Golden Horn, em forma de chifre de boi, está repleta de embarcações e navios de guerra de todos os tamanhos. Rodeada pelo mar em três lados, Vladivostok é muito valorizada por suas atividades aquáticas à beira-mar e propriedades para turistas. Com céu azul, mar azul claro, brisas suaves e comidas de dar água na boca, Vladivostok se tornou o terceiro destino turístico mais popular da Rússia, logo atrás do Mar Negro e do Mar Báltico.

Vladivostok é uma importante porta de entrada para o Extremo Oriente da Rússia. Os viajantes chineses da Rússia estão na terceira posição nos rankings do mercado de destino de 2012, atrás apenas de Moscou e São Petersburgo. Esse é o maior mercado do Extremo Oriente para os viajantes chineses. Nos últimos anos, o número de viajantes chineses que chegaram ou saíram de Vladivostok cresceu rapidamente; só em 2012, o número chegou a mais de 43.000, o que representa um aumento de cerca de quatro vezes.

O serviço de Pequim a Vladivostok é a terceira rota da Air China, após a introdução das rotas Pequim – Moscou e Pequim – Chita. Isso elevará o número de rotas europeias da Air China para até 24, o que proporciona aos passageiros o acesso fácil a 20 cidades europeias importantes. Além disso, a Air China faz parte da Star Alliance, a maior rede de companhias aéreas do mundo e, ao utilizar a ampla rede de rotas da Star Alliance, a Air China pode transportar passageiros para 1.328 destinos em 195 países. Com o novo serviço, os passageiros podem viajar de várias partes do mundo para Vladivostok ou continuar sua viagem para outras cidades da Rússia e da Europa, por meio do eixo da Air China em Pequim.

FONTE Air China

SOURCE Air China