Almoço-Debate LIDE: Ministro da Saúde garante que haverá redução de 40% no tempo de análise de novos medicamentos

SÃO PAULO, 25 de março de 2013 /PRNewswire/ -- Alexandre Padilha, ministro da Saúde, afirmou durante almoço-debate hoje que "o Sistema de Registro Eletrônico de Medicamentos trará redução no prazo de análise da Anvisa, estimulando a produção e se igualando ao FDA americano. Serão contratados 314 servidores sendo 80% para área registro de medicamentos e agilizar o processo a partir de abril". O evento, promovido pelo LIDE – Grupo de Líderes Empresariais, debateu com empresários Saúde Pública: Desafio de Melhorar e Inovar e reuniu 328 participantes em São Paulo. Padilha também afirmou ser favorável e um grande incentivador da desoneração de impostos dos medicamentos

Tempo de espera - "Estamos investindo em novas tecnologias para reorganizar a taxa de ocupação". Padilha alega que o Ministério de Saúde monitora online os principais hospitais que fazem parte do grupo de urgência/emergência e este monitoramento trouxe redução no tempo de espera e diminuição de perdas nas farmácias dos hospitais.

Falta de médicos - "Temos forte mercado para médico já que para cada 1,5 vaga formal temos apenas um profissional". Padilha lembra que é preciso ter programa que estimule o médico a trabalhar nos bairros mais podres ou nas cidades mais distantes.

Questionado sobre a dicotomia existente entre o sistema público e privado o ministro foi enfático: "a dicotomia é um atraso". "O SUS não sobreviveria sem os hospitais privados e filantrópicos. A saúde suplementar aprende muito com a pública como no caso do médico da família e o público aprende com o privado na tecnologia para gestão de hospitais. O que importa é atender bem a população", finaliza.

Sobre a questão de as Santas Casas prometerem parar atendimento em Abril, o ministro disse que se estivesse na direção delas, aproveitaria para utilizar mais os recursos do Ministério da Saúde. "Se a Santa Casa quer ser 100% SUS, recebe 20% mais por procedimento; se participa de programa de transplantes, mais 60%".

Eleições – Questionado se é candidato ao governo de São Paulo, Padilha disse apenas que "não tem nada que me honre mais do a missão que a presidente Dilma me deu". "Tenho que ficar muito focado na solução dos problemas da saúde e meu desejo é ficar até o final do mandato como ministro. Tenho certeza que ela vai ganhar a eleição e se quiser me manter no cargo, vou aceitar", afirmou.

Mais informações: Rose Rocharose-rocha@cdn.com.br  (11 3643.2952)

 

FONTE LIDE - Grupo de Líderes Empresariais

SOURCE LIDE - Grupo de Líderes Empresariais



Best of Content We Love 2014 


Custom Packages

Browse our custom packages or build your own to meet your unique communications needs.

Start today.

 

PR Newswire Membership

Fill out a PR Newswire membership form or contact us at (888) 776-0942.

Learn about PR Newswire services

Request more information about PR Newswire products and services or call us at (888) 776-0942.