Índice mundial da EF revela baixa proficiência em inglês na América Latina Brasil está na 46a posição entre 54 países do ranking

BRASÍLIA, Brasil, 24 de outubro de 2012 /PRNewswire/ -- Pelo segundo ano consecutivo, a EF Education First realizou um estudo mundial para determinar o nível de proficiência em inglês em diversos países, o maior índice do gênero. Dedicada ao ensino de idiomas há mais de 40 anos, a empresa avaliou gramática, vocabulário, leitura e compreensão de 1,7 milhão de adultos participantes em 54 países para produzir o EF EPI 2012 (English Profficiency Index ou Índice de Proficiência em Inglês). O mapeamento é feito com o intuito de auxiliar cada país a se localizar mundialmente e rever suas necessidades de investir mais no ensino e propagação do idioma global. "O EF EPI mostra a desenvoltura dos países para usar o idioma inglês, que é a chave para o comércio internacional e novas oportunidades", disse Michael Lu, diretor de comunicações globais da EF Education First.

(Foto: http://photos.prnewswire.com/prnh/20121024/HK90314-INFO )

Neste quadro desenhado pelo estudo, os países da América Latina figuram nas posições mais baixas, e o Brasil está entre os mais mal avaliados da região. O estudo aponta que o país ficou na 46a posição do ranking entre os 54 países e territórios do mundo que foram inclusos no EF EPI, com uma avaliação de proficiência muito baixa. O resultado nos coloca numa condição ainda pior do que a revelada na primeira edição do EF EPI, divulgada no início de 2011, quando o Brasil ficou em 31º lugar entre 44 países, com habilidade em inglês classificada como baixa.  A avaliação demonstra que os adultos avaliados têm dificuldade até mesmo em dar explicações simples sobre planos e opiniões – o que é um obstáculo para os negócios internacionais. Na mesma faixa de avaliação, estão outros seis países da América Latina. A única exceção do continente é a Argentina, que ocupa o 20º lugar na pesquisa, ficando acima da França e da Itália.

Também tivemos o pior desempenho entre os membros do BRICS (grupo composto por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul, países que disputam para ser a próxima superpotência econômica). A América Latina obteve resultados baixos semelhantes no PISA, maior teste global sobre eficiência escolar que avalia a capacidade de leitura. A pesquisa do PISA foi publicada pela Organização para Cooperação Econômica e Desenvolvimento.

"O EF EPI deve servir como um aviso à América Latina para melhorar seu inglês", disse Jaime Mullerat, diretor da EF no Brasil. "Os latino-americanos mostraram que são capazes de superação, por conta do recente sucesso econômico da região. Agora, é a melhor hora de investir também no inglês, para competirem em igualdade num mercado global dinâmico. Outro ponto importante são os eventos globais, como Copa do Mundo 2014 e Olimpíadas 2016, que terão o Brasil como sede. É extremamente importante que estejamos preparados no idioma inglês para receber com alta qualidade nossos visitantes estrangeiros", completa o diretor. (Consulte a página 12 do relatório completo.)

Diante da avaliação do país, André Marques, diretor geral da EF Englishtown, é otimista: "Há muitas razões para a baixa proficiência no país. O acesso ao inglês está mais democrático hoje, embora ainda tenhamos raízes históricas que nos distanciam do idioma, sem falar na própria característica geográfica e do modelo pedagógico tradicional para o ensino do segundo idioma. A falta de recursos financeiros para investir no aprendizado também é um problema para a população em geral. Ainda assim, o país vem crescendo, as condições gerais estão melhorando e vemos que as pessoas estão percebendo a importância do aprendizado do inglês. Temos certeza de que este quadro mudará em breve." (Veja o relatório completo nas páginas de 11 a 25)

RANKING BRASIL – O EF EPI 2 apresenta também um relatório especial com resultados por estado do Brasil. De acordo com o levantamento, a proficiência em inglês é maior no Rio de Janeiro. Em segundo lugar vem o Paraná, seguido de Sergipe. Já entre as capitais, depois do Rio de Janeiro, o ranking aponta São Paulo, na segunda colocação, Brasília, em terceiro, seguido de Belo Horizonte e Salvador.

Sobre o Índice de Proficiência em Inglês EF (EF EPI)

O EF EPI é um estudo sobre proficiência em inglês realizado entre 1,7 milhões de adultos em 54 países. O primeiro EF EPI foi publicado em 2011. O EF EPI avalia a gramática, vocabulário, leitura e compreensão dos participantes. O relatório completo, incluindo as folhas informativas sobre os países, pode ser encontrado no endereço www.ef.com/epi

Sobre a EF Education First

A EF Education First (EF) foi fundada em 1965 com a missão de quebrar as barreiras dos idiomas, culturais e geográficas. Com 400 escolas e escritórios em 55 países, a EF é especializada no aprendizado de idiomas, viagens educacionais, programas de graduação acadêmica e intercâmbio cultural. No Brasil desde 1987, a EF Cursos no Exterior possui escritórios próprios em São Paulo, Rio de Janeiro, Vitória, Fortaleza, Recife, Campinas, Curitiba e Porto Alegre, além de representantes e consultores espalhados por todo o país. A EF Englishtown (www.englishtown.com.br), a maior escola de inglês online do mundo, também pertence ao grupo EF.

Assessoria de Imprensa EF Cursos no Exterior:

Trevo Efervescência Comunicativa
Sylvia Lima (sylvia.lima@trevocomunicativa.com.br) – Tel: 21 2544 6203

Assessoria de imprensa EF Englishtown:

PLANIN Worldcom
Angélica Consiglio e equipe (englishtown@planin.com) - Tel.: (11) 2138-8900

FONTE  EF Education First

FONTE EF Education First

SOURCE EF Education First



RELATED LINKS
http://www.ef.com/epi
http://www.ef.com
http://www.englishtown.com.br

More by this Source


Custom Packages

Browse our custom packages or build your own to meet your unique communications needs.

Start today.

 

PR Newswire Membership

Fill out a PR Newswire membership form or contact us at (888) 776-0942.

Learn about PR Newswire services

Request more information about PR Newswire products and services or call us at (888) 776-0942.