Juiz Aceita Ação de Fraude e Conspiração de Concessionários de Automóveis dos EUA Contra a Fabricante Indiana de Caminhões Mahindra

ATLANTA, 8 de março de 2013 /PRNewswire/ -- Um juiz federal aceitou uma ação judicial de concessionários de automóveis dos EUA que acusa a fabricante de caminhões indiana Mahindra & Mahindra, Ltd. e sua contraparte nos EUA de fraude, falsidade ideológica e conspiração. A ação alega que a Mahindra enganou centenas de concessionários de automóveis dos EUA e saiu com mais de $60 milhões em dinheiro e segredos comerciais, de acordo com o advogado Michael Diaz, Jr., sócio-gerente global da Diaz Reus & Targ localizada em Miami e que é a firma de advocacia que representou os concessionários de automóveis dos EUA.

"Estamos ansiosos pela próxima fase deste litígio e por trazer justiça para centenas de concessionários americanos de automóveis em todo o país que foram vítimas das práticas de negócios fraudulentas da Mahindra", disse Diaz, que lidera a equipe legal da ação formada por Gary Davidson, Brant Hadaway, Carlos Gonzalez e Ahmand Johnson

Ontem, em sua decisão em Atlanta, o juiz federal americano Thomas W. Thrash decidiu contra a moção da Mahindra que pleiteava a desqualificação da ação dos requerentes, permitindo que o caso dos concessionários siga em frente. Não foi decidida nenhuma data para uma próxima ação judicial.

"Em um caso de fraude e conspiração comercial, o requerente tem que alegar uma conduta muito específica do réu" disse Hadaway. "Ao decidir que as alegações dos nossos clientes contra a Mahindra são legalmente suficientes para continuar o processo, o juiz Thrash confirmou a decisão dos nossos clientes de buscar compensação por suas perdas".

A ação de contencioso de massa foi proposta em junho de 2012 (número KH199170-3) contra a Mahindra & Mahindra, Ltd e Mahindra USA, Inc. por concessionários de New Hampshire, Flórida, Califórnia, Nova Jersey e Washington. Concessionários de todo o país pagaram as taxas iniciais para concessionárias, comprometeram-se com marketing em nome da Mahindra, construíram showrooms da Mahindra, exibiram plataformas e vitrines e contrataram um adicional de pessoal – tudo segundo de acordo com as exigências da Mahindra segundo o processo.  A Mahindra então começou a lançar as bases para entrar no mercado americano e construir uma rede de concessionárias em todo o país em 2004.

Em uma ação de alta visibilidade para cortejar os concessionários dos EUA, Arun Jaura, um executivo-sênior da Mahindra, participou de uma exibição de automóveis em Atlanta em 2007 em que proclamou repetidamente, "eu amo os Estados Unidos!" Naquela exibição, a qual teve a participação de cerca de 400 concessionários americanos, executivos da Mahindra apresentaram vídeos promocionais que mostravam a durabilidade dos seus veículos, alegadamente mostrando-os sendo conduzidos em diferentes terrenos. Jaura também forneceu uma marca determinada de tempo para a introdução do caminhão de quatro portas da Mahindra no mercado dos Estados Unidos para o final de 2008 e do caminhão de duas portas e caminhonete (SUV) da Mahindra para o terceiro trimestre de 2009.

A jogada da Mahindra foi muito bem sucedida.  Por fim, ela obteve $8,5 milhões em taxas pagas pelos concessionários, de acordo com a ação. Através de uma enxurrada de boletins informativos, jogadas de vendas, propagandas e artigos de notícias orquestrada pela Mahindra, os comentários de Jaura foram posteriormente usados para seduzir mais concessionários americanos, fazendo-os concordar em trabalhar com os veículos da Mahindra.  Durantes os dois anos seguintes, a Mahindra continuou a assegurar aos concessionários americanos que o seu processo de certificação estava sendo realizado, enquanto na verdade ela estava atrasando a submissão dos seus documentos aos órgãos reguladores como um pretexto para encerrar os seus acordos. "A Mahindra repetidamente não cumpriu com as suas obrigações", acrescentou Diaz. "Agora, nós iremos continuar agressivamente em busca de justiça aos nossos clientes".

Sobre a Diaz Reus

A Diaz Reus representa negociantes do mundo inteiro e tem seu foco voltado aos mercados emergentes. Com advogados experientes nos EUA, América Latina, Ásia, Europa e Oriente Médio, a firma é especialmente adequada para lidar com uma ampla gama de complexas transações comerciais, de negócios e financeiras através de fronteiras internacionais. Os advogados da Diaz Reus possuem experiência em assuntos sobre relações governamentais, comércio, conformidade, impostos, e imigração, assim como em assuntos sobre investigações internas e governamentais, litígios complexos e arbitragem. A Diaz Reus opera escritórios em Miami, Florida; Caracas, Venezuela; Xangai, China; Dubai, EAU; Iraque; Frankfurt, Alemanha; Bogotá, Colômbia; Cidade do Panamá, República do Panamá; Cidade do México, México; Buenos Aires, Argentina; Santiago, Chile e através de escritório afiliado em São Paulo, Brasil. Para mais informações, visite o endereço www.diazreus.com ou http://www.jdsupra.com/profile/diazreus.

Para a firma de advocacia: Michael Diaz, mdiaz@diazrues.com, +1-305-375-9220

FONTE  Diaz Reus & Targ

FONTE Diaz Reus & Targ

SOURCE Diaz Reus & Targ



RELATED LINKS
http://www.diazreus.com

Custom Packages

Browse our custom packages or build your own to meet your unique communications needs.

Start today.

 

PR Newswire Membership

Fill out a PR Newswire membership form or contact us at (888) 776-0942.

Learn about PR Newswire services

Request more information about PR Newswire products and services or call us at (888) 776-0942.