Líderes de pessoas afetadas pela hanseníase solicitam ao Papa Francisco que se pronuncie contra a discriminação

TÓQUIO, 10 de dezembro de 2013 /PRNewswire/ -- Os líderes das organizações de pessoas afetadas pela hanseníase de nove países e Yohei Sasakawa, embaixador da Boa Vontade da OMS para a Eliminação da Hanseníase e presidente da Nippon Foundation escreveram ao Papa Francisco instando a Igreja Católica a pronunciar-se contra a discriminação e os rótulos que perpetuam o estigma em relação à hanseníase.

A carta foi motivada pelo uso do Papa do termo "lepra" em referência a aspectos da Igreja que ele procura reformar. Nos últimos meses, ele disse que "carreirismo é uma lepra" e que "o tribunal é a lepra do papado".

Na sua carta datada de 10 de dezembro, Sasakawa e representantes de pessoas afetadas pela hanseníase do Brasil, Colômbia, Etiópia, Gana, Índia, Indonésia, Japão, Coreia do Sul e Estados Unidos escrevem que o uso da doença como uma metáfora para algo negativo ou corrompido "perpetua estereótipos profundamente enraizados e torna mais difícil o alívio do impacto social, econômico e psicológico devastador que a hanseníase pode ter".

A hanseníase, também conhecida como doença de Hansen, é uma doença bacteriana que afeta principalmente a pele e os nervos periféricos. Se não for tratada, pode levar à incapacidade permanente. Cerca de 230 mil novos casos são relatados anualmente.

Embora a doença seja curável e o tratamento gratuito, as pessoas afetadas pela hanseníase ainda enfrentam discriminação em várias partes do mundo, ficando isoladas e marginalizadas.

Em dezembro de 2010, a ONU aprovou uma resolução sobre a eliminação da discriminação contra as pessoas afetadas pela hanseníase e seus familiares. Os Princípios e Diretrizes de Acompanhamento pedem o fim do uso de terminologia pejorativa, incitam a mídia a retratar as pessoas afetadas pela hanseníase de forma digna e observam o papel que os líderes religiosos podem desempenhar na eliminação da discriminação através de seus ensinamentos e publicações.

Em sua carta, os signatários afirmam que "seria bem-vindo um forte apelo da Igreja Católica, por ocasião do Dia Mundial da Hanseníase 2014 pelo fim do estigma e da discriminação contra as pessoas afetadas pela hanseníase, incluindo o uso de linguagem discriminatória", acrescentando que aguardam com expectativa por esta mensagem do Papa.

"Todos nós estamos prontos para juntar forças com Vossa Santidade para atacar os rótulos que perpetuam o estigma."

O Dia Mundial da Hanseníase 2014 é 26 de janeiro.

Contato:
Natsuko Tominaga
Departamento de Relações Públicas
The Nippon Foundation
Tel.: +81-3-6229-5131
E-mail: pr@ps.nippon-foundation.or.jp

FONTE  The Nippon Foundation

FONTE The Nippon Foundation

SOURCE The Nippon Foundation



More by this Source


Custom Packages

Browse our custom packages or build your own to meet your unique communications needs.

Start today.

 

PR Newswire Membership

Fill out a PR Newswire membership form or contact us at (888) 776-0942.

Learn about PR Newswire services

Request more information about PR Newswire products and services or call us at (888) 776-0942.