Micreos obtém € 12 milhões para novos produtos contendo Staphefekt; alternativa a antibióticos pode ajudar milhões de pessoas

Feb 18, 2016, 07:00 ET from Micreos

HAIA, Holanda, 18 de fevereiro de 2016 /PRNewswire/ -- A empresa holandesa de biotecnologia Micreos anunciou hoje que obteve € 12 milhões em capital adicional, que será empregado no desenvolvimento global de sua tecnologia de lisina antibacteriana, o Staphefekt, em novos produtos. A Micreos pretende usar os recursos financeiros obtidos, que fluem até 2017, no desenvolvimento global do Staphefekt™ como produto farmacêutico (sob prescrição médica).

(Foto: http://photos.prnewswire.com/prnh/20160217/334148)

A Micreos desenvolve tecnologia antibacteriana dirigida como uma alternativa sustentável a antibióticos, pelo que é reconhecida como líder nesse campo.

O Gladskin é o primeiro produto baseado em lisina (enzima) do mundo registrado para uso humano. Ele visa especificamente a bactéria Staphylococcus aureus (S.aureus), incluindo a Staphylococcus aureus resistente à meticilina (MRSA -- Methicillin Resistant Staphylococcus Aureus) em pele intacta.

O Staphefekt™ foi lançado em 2013 como o composto ativo no Gladskin, um produto para pessoas com doenças inflamatórias de pele, tais como eczema, rosácea e acne. Os cremes e géis Gladskin com Staphefekt™ foram testados em estudos prospectivos pelo Centro Médico Erasmus em Roterdã. Os resultados mostraram que o uso diário do Gladskin para suprimir a S. aureus na pele leva a uma redução significativa dos sintomas inflamatórios, associados ao eczema, acne e rosácea.

Uma correlação clara entre a gravidade do eczema e a colonização pela bactéria S. aureus foi estabelecida em anos recentes, identificando a S. aureus como uma acionadora independente dos sintomas inflamatórios típicos, vistos no eczema, tais como coceira, vermelhidão, escamação e infecção.

Ao contrário de antibióticos, o Staphefekt™ mata apenas as bactérias nocivas, deixando o microbioma benéfico incólume em nossa pele. Isso significa que ele também pode ser usado como uma terapia de manutenção de longo prazo para doenças crônicas da pele. Devido a seu modo único de ação, o Staphefekt™ não deve induzir resistência a drogas, o que levou a empresa a realizar estudos clínicos para varias indicações, como uma alternativa farmacêutica superior aos antibióticos no tratamento do eczema, infecções de feridas diabéticas, úlceras e queimaduras.

"Estamos satisfeitos com a entrada de recursos financeiros adicionais. Isso confirma a contínua confiança dos investidores em nossa tecnologia. Suporte similar pode ser encontrado nos comentários muito favoráveis de pacientes em nosso canal de medicamentos de venda livre (OTC)", diz o CEO da empresa, Mark Offerhaus. "Além disso, há um entendimento de que as necessidades dos pacientes em muitas doenças da pele não são atendidas atualmente. O desenvolvimento clínico é custoso e demorado, porém milhões de pessoas que sofrem de infecções derivadas da S. aureus, como o eczema, irão se beneficiar do avanço que será garantido por esse financiamento".

Para mais informações sobre a tecnologia da Micreos ou sobre relações com investidores visite http://www.micreos.com.

Notas aos editores 

Sobre a Micreos 
A Micreos desenvolve soluções antibacterianas com base em tecnologia bacteriófaga, como substituição a antibióticos no tratamento de saúde, na medicina veterinária, na indústria de processamento de alimentos e na agricultura. A empresa tem instalações de produção em Wageningen e Bilthoven. A Micreos mantém uma cooperação de longo prazo com o Instituto de Tecnologia Suíço ETH, em Zurique.

A Micreos também comercializa produtos para a segurança alimentar, aprovados pela FDA: LISTEX™ (Listéria e SALMONELEX™ (Salmonela), que são vendidos globalmente para empresas de processamento de alimentos, nas áreas de carne, aves, queijo e pescado.

FONTE Micreos

SOURCE Micreos



RELATED LINKS

http://www.micreos.com