Pacific Coal Resources Ltd. anuncia resultados financeiros do primeiro trimestre de 2013

TORONTO, 3 de junho de 2013 /PRNewswire/ -- A Pacific Coal Resources Ltd. (TSXV: PAK) apresentou suas demonstrações financeiras consolidadas, condensadas, não auditadas, referentes ao período de três meses encerrado em 31 de março de 2013, além da discussão e análise da administração (MD&A) para o período correspondente. Todos os dados financeiros contidos neste documento estão expressos em dólares dos EUA, a menos que especificado de outra forma. Esses documentos serão publicados no site da empresa em www.pacificcoal.ca e no perfil da empresa em www.sedar.com.

Hernan Martinez, presidente executivo, comentou: "O primeiro trimestre de 2013 começou a apresentar resultados positivos como consequência de mudanças estratégicas realizadas pela empresa na segunda metade de 2012. Continuaremos a buscar maiores economias de custos e a aproveitar nossos ativos para maximizar o potencial da empresa".

Resumo financeiro e operacional

A seguir, encontra-se um resumo dos resultados financeiros e operacionais para o primeiro trimestre e o ano de 2012 completo:




Primeiro trimestre




(000s exceto por ação e dados operacionais)


2013



2012







Operacional






Toneladas de carvão produzido


223.346



317.070

Taxa média de extração - operações


10,28:1



10,83:1

Toneladas de carvão vendido(1)


220.751



260.495

Preço médio percebido por tonelada vendida

$

99,10


$

103,27

Margem operacional por tonelada vendida

$

(4,06)


$

(26,84)







Financeiro






Receita

$

21.901


$

28.424

Margem bruta


(2.694)



(9.056)

Lucro (prejuízo) líquido atribuído aos acionistas


(3.017)



(21.106)

Lucros (prejuízos) básicos e totalmente diluídos por ação(2)


(0,07)



(0,46)

Total de caixa


4.785



4.176

Total de ativos


238.635



375.008

Total de dívida (3)


66.161



48.238


(1) Inclui o carvão comprado por terceiros para venda.

(2) Em uma reunião especial que ocorreu no dia 11 de março de 2013, os acionistas da empresa aprovaram uma consolidação de ações em que sete antigas ações ordinárias da empresa foram trocadas por uma nova ação ordinária. Isso também resultou em uma consolidação das opções de ações e warrants de compra de ações em circulação da empresa.

(3) O valor total da dívida inclui US$ 33,4 milhões devidos à Masering S.A.S. ("Masering") no dia 31 de março de 2013 (31 de março de 2012 - US$ 9,3 milhões).

 

Destaques do primeiro trimestre  

  • A empresa produziu 223.346 toneladas de carvão no primeiro trimestre de 2013. A produção na mina de Cerro Largo (104.366 toneladas) aumentou 17%, comparado com o quarto trimestre de 2012 (86.414 toneladas). A taxa de extração de 12,24:1 de Cerro Largo no primeiro trimestre de 2013 foi a taxa de extração mais baixa registrada pela empresa desde o início da operação da mina em período integral. Isso representa uma queda de 24% em relação ao primeiro trimestre de 2012 (16,19:1) e uma queda de 32% em relação ao quarto trimestre de 2012 (17,95:1).
  • A receita total no primeiro trimestre de 2013 foi de US$ 21,9 milhões, o que reflete a venda de aproximadamente 220.751 toneladas de carvão, por um preço médio percebido de US$ 99,10 por tonelada. A venda de carvão no primeiro trimestre de 2013 foi de aproximadamente 70% em uma base FOB.
  • O prejuízo total de margem operacional por tonelada vendida no primeiro trimestre de 2013 foi 85% menor que o prejuízo de margem operacional do primeiro trimestre de 2012, devido principalmente às reduções de custos na mina de Cerro Largo e economia de custos nas vendas em toda a empresa no primeiro trimestre de 2013, além de paralisação do trabalho e problemas operacionais da mina de La Caypa no primeiro trimestre de 2012.
  • Na segunda metade de 2012, a empresa trabalhou para identificar seus problemas operacionais e considerar mudanças nos seus planos estratégicos futuros. No primeiro trimestre de 2013, uma nova operadora de mina iniciou os trabalhos na mina de La Caypa e, em abril de 2013, a empresa começou a operar a mina de Cerro Largo internamente. A empresa também assinou um memorando de entendimento (MOU), em janeiro de 2013, para explorar a entrada em um empreendimento conjunto para utilizar o carvão térmico de Cerro Largo para a operação de uma usina.
  • Durante o primeiro trimestre de 2013, a empresa registrou o G&A trimestral mais baixo desde sua incorporação, consideravelmente à frente da sua meta trimestral, o que representa um aumento 25% comparado com o quarto trimestre de 2012. A empresa tinha previsto um valor extrapolado de G&A trimestral de aproximadamente US$ 1,9 milhão, e o G&A real do trimestre ficou em US$ 1,6 milhão.
  • A empresa suspendeu a atualização dos relatórios técnicos de mina 43-101 da empresa para as minas de La Caypa e Cerro Largo devido às mudanças operacionais da empresa no quarto trimestre de 2012, com planos de reiniciar os estudos no terceiro trimestre de 2013 e de divulgar antecipadamente os relatórios até o final do ano.

T1 2013 - La Caypa


Produção de carvão
(toneladas métricas)

Resíduos
(bcm (1))

Taxa de extração operacional

Mina norte

118.980

1.019.702

8,57:1

Mina sul

-

770.278

-

Total

118.980

1.789.980

8,57:1



(1)

"BCM" significa metros cúbicos do banco




Durante o primeiro trimestre de 2013, a empresa produziu 118.980 toneladas em La Caypa, aproximadamente 36% a menos que as 185.175 toneladas produzidas no primeiro trimestre de 2012. Atribui-se essa redução ao fato de que a nova operadora da mina começou a produção na metade de fevereiro de 2013, depois que a antiga operadora parou as operações de maneira repentina após ser notificada dos planos de empresa de mudar de operadora em dezembro de 2012. No período de intervalo, a empresa apresentou produção limitada através da sua própria operação, embora a quantidade produzida tenha sido de aproximadamente 25% em janeiro e 57% em fevereiro do total produzido pela nova operadora em operação total em março de 2013. Com a nova operadora em operação total, a empresa continua a prever uma produção de 1,0 milhão de toneladas em La Caypa em 2013, um crescimento de 12% na produção comparado com 2012.

A taxa de extração operacional em La Caypa foi de 8,57 no primeiro trimestre de 2013, comparado com 7,01 no mesmo período de 2012. O aumento também foi atribuído à mudança de operadora durante o trimestre, incluindo a remoção e instalação de equipamentos. A taxa total de extração do primeiro trimestre de 2013 inclui o trabalho de desenvolvimento que foi realizado na mina sul para preparar o local para a produção, prevista para começar até o final do primeiro trimestre de 2014.

T1 2013 - Cerro Largo


Produção de carvão
(toneladas métricas)

Resíduos
(bcm (1))

Taxa de extração

Total

104.366

1.277.113

12,24:1



(1)

"BCM" significa metros cúbicos do banco



No primeiro trimestre de 2013, a empresa produziu 104.366 toneladas na mina de Cerro Largo, comparado com 131.895 toneladas no primeiro trimestre de 2012 (que foi o recorde da mina). Embora a produção tenha sido maior que no quarto trimestre de 2012 (86.414 toneladas), ela foi afetada pela transição da operadora de Cerro Largo para se tornar a nova operadora de La Caypa, já que a empresa tomou a decisão de assumir a operação de Cerro Largo em abril de 2013. A taxa de extração de 12,24 da mina de Cerro Largo no primeiro trimestre de 2013 foi a mais baixa registrada desde que a mina entrou em operação total. Essa taxa de extração representa uma diminuição de 24% comparado com o primeiro trimestre de 2012 (16,19:1). A empresa acredita que a maior taxa de extração se deve à resolução de problemas de concentração de lama no final do quarto trimestre de 2012.

T1 2013 - Jam

A produção de carvão metalúrgico da empresa em Jam foi interrompida desde o final do segundo trimestre de 2012, como consequência do alto custo e baixo preço internacional. A usina se concentrou em processar materiais adquiridos de terceiros para uso na produção de coque. A produção de coque foi mantida em níveis mínimos desde a interrupção, e a atividade durante o primeiro trimestre de 2013 se concentrou em realizar reparos na infraestrutura de coque.

A empresa tentou manter os custos em um nível mínimo durante o primeiro trimestre de 2013, e a margem operacional foi mantida em um prejuízo de US$ 0,2 milhão como resultado de custos gerais fixos de US$ 0,1 milhão e diminuição de estoque de US$ 0,1 milhão.

Atualização corporativa

No primeiro trimestre de 2013, a empresa começou a implementar planos operacionais e estratégicos significativos, que foram estabelecidos na segunda metade de 2012. Estrategicamente, a administração continuou a investigar diferentes formas de arrecadar fundos. Como parte desse processo, em abril de 2013 a empresa incumbiu a empresa de consultoria financeira LW Securities de explorar alternativas para consolidar a dívida bancária da empresa e reduzir os valores devidos à Masering.

Em termos de planos operacionais, a exploração de alternativas para a operação da mina de Cerro Largo levou a empresa a decidir convertê-la em uma mina auto-operada, e as operações da empresa começaram em abril de 2013. A reavaliação da operação de Cerro Largo também levou a empresa a assinar um MOU de longo prazo com o objetivo de incorporar uma empresa no futuro, dedicado à geração de energia elétrica utilizando o carvão da mina.

No primeiro trimestre de 2013, a empresa decidiu que a decisão ideal para Jam era entrar em uma relação comercial com outra empresa de mineração que tenha experiência na produção de carvão metalúrgico e coque, e então usar o coque em suas operações futuras ou vendê-lo a terceiros. Com essa abordagem em mente, a empresa acredita que possa concluir um acordo que deve resultar em uma usina de produção de coque com início em junho de 2013. A empresa também continua a analisar várias alternativas para a restauração da mina de Jam, para maximizar a eficiência operacional, com previsão de reiniciar a produção de carvão metalúrgico no segundo trimestre de 2014.

Mina subterrânea

O design conceitual para o projeto de mina subterrânea em La Caypa continua a avançar de acordo com o planejado. O pessoal interno está trabalhando na coordenação, e há apoio de consultores externos locais. O processo de contratação de uma operadora líder internacional subterrânea para La Caypa continua, e espera-se que a mineração subterrânea tenha início no primeiro trimestre de 2014.

Exploração em La Tigra

A empresa assinou um contrato com um terceiro para realizar a análise dos resultados da exploração de asfaltita na propriedade de La Tigra, ao custo do terceiro, para determinar as perspectivas do local. Espera-se que a análise seja concluída no início do terceiro trimestre de 2013, momento em que a empresa determinará o plano de ação adequado para a propriedade.

Porto de Barranquilla

A empresa contratou um especialista em portos para liderar um projeto com foco em determinar o uso ideal e o desenvolvimento máximo do porto de Barranquilla. A administração planeja ampliar suas licenças para facilitar o envio de líquidos pelo porto.

Programa de redução de custos

A empresa entrou em um programa abrangente de redução de custos, que inclui reduções na folha de pagamento e G&A. A empresa esperava reduzir o valor extrapolado de G&A do primeiro trimestre para aproximadamente US$ 1,9 milhão em 2013, mas o G&A do primeiro trimestre ultrapassou as expectativas em US$ 0,3 milhão (US$ 1,6 milhão), ficando aproximadamente 14% abaixo do esperado, e aproximadamente 25% abaixo do G&A do quarto trimestre de 2012 (US$ 2,2 milhões, excluindo US$ 0,1 milhão de DD&A). A empresa continua a prever o gasto anual de G&A em US$ 7,5 milhões (um valor extrapolado trimestral de US$ 1,9 milhão), mas gerar redução adicional de custos continua sendo a maior prioridade.

Sobre a Pacific Coal Resources Ltd.

A Pacific Coal Resources Ltd. é uma empresa de mineração canadense com foco na aquisição, exploração e produção de carvão e ativos relativos ao carvão em propriedades localizadas na Colômbia. As ações ordinárias da empresa são negociadas na TSX Venture Exchange sob o símbolo "PAK".

Informações prospectivas:

Este comunicado de imprensa contém "informações prospectivas" que podem incluir, mas não se limitam a, declarações relativas ao futuro desempenho financeiro ou operacional da empresa e seus projetos.  Muitas vezes, mas não sempre, as declarações prospectivas podem ser identificadas pelo uso de palavras como "planeja", "espera", "é esperado", "orçamento", "programado", "estima", "prevê", "pretende", "antevê", "acredita" ou variações (incluindo variações negativas) de tais palavras e frases, ou afirmam que certas ações, eventos ou resultados "podem", "poderiam", "iriam", "talvez sejam" ou "irão" ser tomados, ocorrer ou ser alcançados. As declarações prospectivas envolvem riscos conhecidos e desconhecidos, incertezas e outros fatores que podem fazer com que os resultados reais, o desempenho ou as conquistas da Pacific Coal sejam substancialmente diferentes de quaisquer resultados, desempenho ou conquistas futuros expressados ou sugeridos nas declarações prospectivas. As declarações prospectivas aqui contidas são feitas na data deste comunicado de imprensa e a Pacific Coal não assume, exceto quando exigido por lei, nenhuma obrigação de atualizar quaisquer declarações prospectivas caso haja novas informações, resultados, eventos futuros, circunstâncias, ou se as estimativas ou opiniões da administração mudarem, ou em qualquer outro caso. Não há garantia de que as declarações prospectivas sejam precisas, já que os resultados reais e os eventos futuros podem diferir substancialmente daqueles previstos em tais declarações. Dessa forma, recomenda-se que o leitor não deposite confiança excessiva nas declarações prospectivas.

Nem a TSX Venture Exchange nem seus prestadores de serviços de regulamentação (como o termo é definido nas políticas da TSX Venture Exchange) assumem responsabilidade pela adequação ou precisão deste comunicado de imprensa.

Para mais informações:

Melissa Krishna
Consultora jurídica adjunta e secretária
+1-416-360-8725

FONTE Pacific Coal Resources Ltd.

FONTE Pacific Coal Resources Ltd.

SOURCE Pacific Coal Resources Ltd.



RELATED LINKS
http://www.pacificcoal.ca

More by this Source


Custom Packages

Browse our custom packages or build your own to meet your unique communications needs.

Start today.

 

PR Newswire Membership

Fill out a PR Newswire membership form or contact us at (888) 776-0942.

Learn about PR Newswire services

Request more information about PR Newswire products and services or call us at (888) 776-0942.