Pacific Rubiales anuncia revisão significativa e positiva de sua Declaração de Dados de Reservas

TORONTO, 23 de março de 2014 /PRNewswire/ -- A Pacific Rubiales Energy Corp. (TSX: PRE) (BVC: PREC) (BOVESPA: PREB) anunciou hoje que a empresa protocolou uma revisão de seu "Formulário 51-101 F1 -- Declaração de dados de reservas e outras informações de petróleo e gás para a Pacific Rubiales Energy Corp." (Form 51-101 F1 -- Statement of Reserves Data And Other Oil and Gas Information for Pacific Rubiales Energy Corp) de 31 de dezembro de 2013, que foi protocolada originalmente em 13 de março de 2014 (o "Relatório F1 Revisado").

A razão que o Relatório F1 Revisado foi protocolado pela empresa foi a de que, em 21 de março de 2014, a empresa recebeu os seguintes relatórios de reservas revisados da RPS Energy Canada Ltd. ("RPS"): (i) o relatório datado de 21 de março de 2014, vigente em 31 de dezembro de 2013, intitulado "Relatório de Certificação de Reservas para o Campo Rubiales" ("Reserves Certification Report for the Rubiales Field, Colombia"), e o relatório datado de 21 de março de 2014, vigente em 31 de dezembro de 2013, intitulado "Relatório de Certificação de Reservas, no final do ano de 2013, do Campo de Quifa, região sudoeste da Colômbia" ("Reserves Certification Report, Year End 2013, Quifa Field, South West Region, Colombia"), indicando que as correções descritas abaixo precisavam ser feitas no "Formulário 51-101 F1 -- Declaração de dados de reservas e outras informações de petróleo e gás para a Pacific Rubiales Energy Corp." (Form 51-101 F1 -- Statement of Reserves Data And Other Oil and Gas Information for Pacific Rubiales Energy Corp) de 31 de dezembro de 2013 da empresa.

O Relatório F1 Revisado incorpora correções à divulgação da empresa sobre o valor líquido presente de futuras receitas líquidas (caso de previsão), informações adicionais relativas a futuras receitas líquidas (caso de previsão) e futuros custos de desenvolvimento, a fim de contabilizar um erro nos cálculos dos custos de diluentes associados aos Campos Rubiales e Quifa SW. O Relatório F1 Revisado também corrige os cálculos de reservas líquidas no Campo Quifa SW, para contabilizar apropriadamente custos de diluentes do projeto e a alocação de custos e volumes de diluentes nos cálculos de participação nas receitas líquidas e Participação Adicional na Produção ("PAP") devida à Ecopetrol, S.A. A RPS reconheceu que essas revisões foram necessárias devido a uma discrepância em suas análises e que trabalhou com a empresa para efetivar essas revisões.

O Relatório F1 Revisado divulga, com respeito ao valor presente líquido de futuras receitas líquidas (caso de previsão), um aumento no valor presente não descontado de futuras receitas líquidas, depois de deduzir futuro imposto de renda de US$ 1,6 bilhão, levando o valor presente não descontado de futuras receitas líquidas, depois de deduzir futuros impostos de renda, para US$ 18,5 bilhões. As alíquotas de 5%, 10%, 15% e 20% descontadas para o valor presente de futuras receitas líquidas, depois de deduzir imposto de renda futuro, são emendadas conforme se segue: aumentos de 5% para US$ 13,5 bilhões de US$ 12,0 bilhões, aumentos de 10% para US$ 10,5 bilhões de US$ 9,1 bilhões, aumentos de 15% para US$ 8,5 bilhões de US$ 7,2 bilhões e aumentos de 20% para US$ 7,1 bilhões de US$ 5,8 bilhões. Além disso, o Relatório F1 Revisado inclui uma redução de 5,9 MMbbl no Total Provado mais Provável, líquido depois de descontadas reservas de royalties no Campo Quifa SW, o que resultou no ajuste do Total Provado mais Provável da empresa, líquido depois de descontadas reservas de royalties, para 613,3 MMboe, de 619,2 MMboe.

Os leitores podem acessar o Relatório F1 Revisado completo em www.sedar.com e no website da empresa em www.pacificrubiales.com.

A Pacific Rubiales, empresa sediada no Canadá, produtora de gás natural e óleo cru, controla integralmente a Meta Petroleum Corp., que opera os campos de petróleo pesado de Rubiales, Piriri e Quifa na Bacia de Llanos, e também controla integralmente a Pacific Stratus Energy Colombia Corp., que opera o campo de gás natural La Creciente no noroeste da Colômbia. A Pacific Rubiales também adquiriu 100% da Petrominerales Ltd., que é proprietária de ativos de petróleo pesado e leve na Colômbia e de ativos de petróleo e gás no Peru, bem como de 100% da PetroMagdalena Energy Corp., que é proprietária de ativos de petróleo leve na Colômbia, e de 100% da C&C Energia Ltd.,que é proprietária de ativos de petróleo leve na Bacia de Llanos. Além disso, a empresa tem um portfólio diversificado de ativos além da Colômbia, que inclui ativos de produção e exploração no Peru, Guatemala, Brasil, Guiana e Papua Nova Guiné.

As ações ordinárias da empresa são comercializadas na Bolsa de Valores de Toronto (Toronto Stock Exchange), na Bolsa de Valores da Colômbia e, como instituição brasileira de Certificados de Depósitos, na Bolsa de Valores, Mercadorias e Futuros do Brasil, sob os símbolos PRE, PREC e PREB, respectivamente.

Informes

Notas de advertência em relação a Declarações Prospectivas

Este comunicado à imprensa contém declarações prospectivas. Todas as declarações, que não as declarações de fatos históricos que tratam de atividades, eventos ou desenvolvimentos, que a empresa acredita, espera ou prevê que irão ou que poderão ocorrer no futuro (incluindo, sem limitação, declarações sobre estimativas e/ou suposições em relação à produção, receitas, fluxo de caixa e custos, estimativas de reservas e recursos, recursos e reservas potenciais e os planos e objetivos de exploração e desenvolvimento da empresa), são declarações prospectivas. Estas declarações prospectivas refletem as expectativas ou convicções atuais da empresa, com base nas informações atualmente disponíveis à empresa. As declarações prospectivas estão sujeitas a vários riscos e incertezas que podem fazer com que os resultados reais da empresa sejam materialmente diferentes dos discutidos nas declarações prospectivas, e até mesmo, caso tais resultados reais se concretizem ou se concretizem substancialmente, não pode haver qualquer garantia de que eles terão as consequências ou efeitos esperados sobre a empresa. Fatores que podem fazer com que os resultados ou eventos reais sejam materialmente diferentes das expectativas atuais incluem, entre outras coisas: incerteza das estimativas de capital e custos operacionais; estimativas de produção e retorno econômico estimado; a possibilidade de que as circunstâncias reais sejam diferentes das estimativas e das suposições; falhas no estabelecimento de estimativa dos recursos ou reservas; flutuações nos preços do petróleo e nas taxas de câmbio; inflação; mudanças nos mercados acionários; desenvolvimentos políticos na Colômbia, Peru, Guatemala, Brasil, Papua Nova Guiné ou Guiana; alterações dos regulamentos que afetem as atividades da empresa; incertezas quanto à disponibilidade e custos de financiamento necessário no futuro; as incertezas envolvidas na interpretação dos resultados de perfuração e outros dados geológicos; o impacto de reivindicações ambientais, indígenas e outras e do atraso que tais reivindicações podem causar nos planos de desenvolvimento esperados pela empresa e outros riscos divulgados sob o título "Fatores de Risco" e em qualquer outro lugar no formulário de informações anuais da empresa, datadas de 13 de março de 2014, arquivadas na SEDAR no endereço www.sedar.com. Qualquer declaração prospectiva somente é válida a partir da data em que é feita e, exceto pelo que pode ser requerido por legislação aplicada a valores mobiliários, a empresa não assume qualquer intenção ou obrigação de atualizar qualquer declaração prospectiva, seja como resultado de novas informações, eventos ou resultados futuros ou por qualquer outro motivo. Embora a empresa acredite que as suposições inerentes às declarações prospectivas sejam razoáveis, as declarações prospectivas não são garantias de desempenho futuro e, consequentemente, confiança indevida não deve ser depositada em tais declarações, devido à incerteza que nelas possa estar contida.

Além disso, os níveis de produção relatados podem não refletir as taxas de produção sustentável e as futuras taxas de produção podem diferir materialmente das taxas de produção refletidas neste comunicado à imprensa, devido a, entre outros fatores, dificuldades e interrupções ocorridas durante a produção de hidrocarbonetos.

As estimativas de recuperação e reservas de petróleo cru e as reservas de gás natural fornecidas neste comunicado à imprensa, retiradas de relatórios independentes de reservas, são apenas estimativas e não há garantia de que as reservas estimadas serão recuperadas. As reservas reais de petróleo cru e gás natural podem, com o tempo, ser maior ou menor do que as estimativas fornecidas.

Os valores estimados, divulgados neste comunicado à imprensa, não representam o valor de mercado. As estimativas das reservas e de futuras receitas líquidas das propriedades individuais podem não refletir o mesmo nível de confiança das estimativas de reservas e de futuras receitas líquidas de todas as propriedades, devido aos efeitos da agregação.

Tradução

Este comunicado à imprensa foi preparado no idioma inglês e, subsequentemente, traduzido para espanhol e português. No caso de haver qualquer diferença entre a versão em inglês e as versões traduzidas, o documento em inglês deve ser tratado como a versão válida.

Conversão do Boe

O termo "boe"é usado neste comunicado à imprensa. A medida Boe (barril de óleo equivalente) pode induzir a erro, especialmente se usada isoladamente. Uma taxa de conversão do boe de 5,7 Mcf: 1 bbl (barril) é baseada em um método de conversão de equivalência de energia aplicável principalmente na ponta do consumidor final e não representa uma equivalência do valor na boca do poço.

Todas as reservas de gás natural da empresa se situam nos blocos La Creciente, Guama e outros blocos na Colômbia, bem como no campo Piedra Redonda no Bloco Z-1, no Peru. Para todas as reservas de gás natural na Colômbia, a medida boe tem sido expressa usando-se o padrão de conversão colombiano de 5,7 Mcf: 1 bbl, requerido pelo Ministério das Minas e Energia da Colômbia. E para todas as reservas de gás natural no Peru, a medida boe tem sido expressa usando-se o padrão de conversão peruano de 5,626 Mcf: 1 bbl, requerido pela Perupetro S.A. Se um padrão de conversão de 6,0 Mcf: 1 bbl fosse usado para todas as reservas de gás natural da empresa, isso resultaria em uma redução das reservas líquidas P1 e 2P da empresa de aproximadamente 4,9 e 6,9 MMboe respectivamente.

Definições

Bcf

Bilhões de pés cúbicos.

Bcfe

Bilhões de pés cúbicos de gás natural equivalentes.

bbl

Barris de petróleo.

bbl/d

Barris de petróleo por dia.

boe

Barris de petróleo equivalentes. A medida Boe pode induzir a erro, especialmente se usada isoladamente. O padrão colombiano é uma taxa de conversão do boe de 5,7 Mcf:1 bbl e é baseado em um método de conversão de equivalência de energia, aplicável na ponta do consumidor final e não representa uma equivalência do valor na boca do poço.

boe/d

Barris de óleo equivalentes por dia.

Mbbl

Milhares de barris.

Mboe

Milhares de barris de óleo equivalentes.

MMbbl

Milhões de barris.

MMboe

Milhões de barris de óleo equivalentes.

Mcf

Milhares de pés cúbicos.

WTI

Índice de preços de petróleo intermediário do Texas.

PDF disponível em: http://stream1.newswire.ca/media/2014/03/21/20140321_C6609_DOC_EN_38247.pdf

Para mais informações:

Christopher (Chris) LeGallais
Vice-presidente sênior para Relações com Investidores
+1 (647) 295-3700

Roberto Puente
Gerente sênior para Relações com Investidores
+57 (1) 511-2298

Kate Stark
Gerente para Relações com Investidores
+1 (416) 362-7735

(PRE.)

 

FONTE Pacific Rubiales Energy Corp.

SOURCE Pacific Rubiales Energy Corp.



RELATED LINKS
http://www.pacificrubiales.com

Custom Packages

Browse our custom packages or build your own to meet your unique communications needs.

Start today.

 

PR Newswire Membership

Fill out a PR Newswire membership form or contact us at (888) 776-0942.

Learn about PR Newswire services

Request more information about PR Newswire products and services or call us at (888) 776-0942.