Presidenta do Brasil Assina Histórica Legislação para Banco de Dados de DNA, Criada Para Solucionar e Prevenir Crimes Violentos Nova lei tornará o Brasil mais seguro e salvará vidas

CARLSBAD, Novo México, 29 de maio de 2012 /PRNewswire/ -- Jayann Sepich, fundadora da DNASaves (www.dnasaves.org) e mãe da vítima de assassinato, Katie Sepich, elogiou a Presidenta Dilma Rousseff e o Congresso Brasileiro por aprovarem a lei para a exigência do exame de DNA em criminosos convictos, para inclusão no banco de dados nacional brasileiro de DNA. A Sra. Sepich saúda a entrada do Brasil para um crescente número de países que aprovaram a lei. O banco de dados de DNA vai combinar estes perfis com evidências de crimes violentos irresolvidos. Países com programas similares viram aumentos extraordinários no volume de crimes tanto solucionados como prevenidos. A Presidenta Dilma Rousseff assinou esta lei histórica em 28 de maio de 2012.

"Os cidadãos do Brasil merecem proteção, com o uso da mais acurada ferramenta legal de identificação disponível. Com um programa de banco de dados de DNA, o Brasil solucionará crimes mais rápido, prevenirá futuros crimes e salvará vidas", disse a Sra. Sepich.

O patrocinador da legislação é o senador Ciro Nogueira, que se dedicou com paixão à aprovação da lei, ao ficar ciente de seu poder de prevenir crimes violentos em todo o Brasil. Em agosto de 2011, o senador Nogueira levou os membros sobreviventes da família do assassino em série Marco Trigueiro para visitar a liderança congressista em Brasília e promover a lei. Trigueiro aterrorizou Belo Horizonte, em 2009, ao assassinar brutalmente cinco mulheres. "A maioria dos assassinatos de Belo Horizonte poderia ter sido evitada se esta lei estivesse em vigor. Estou orgulhoso destas famílias por sua coragem de virem a Brasília para contar sua história, e estou orgulhoso de meus colegas do Congresso que votaram pela aprovação da lei e para tornar o Brasil um lugar mais seguro", disse o senador Nogueira.

O Brasil se tornou o 56o país a aprovar a legislação do banco de dados de DNA e o terceiro na América do Sul  (Chile, em 2007; Uruguai, em 2010). "Com uma população de aproximadamente 200 milhões e uma forte base de laboratório criminal para DNA, o Brasil está posicionado para se tornar o maior banco de dados de DNA da América Latina e um dos maiores do mundo", disse Tim Schellberg, presidente da Gordon Thomas Honeywell Governmental Affairs, uma empresa global de consultoria sobre legislação e políticas de DNA.  Schellberg espera que a nova lei do Brasil crie uma onda de legislações semelhantes em toda a América Latina. "O Brasil tem grande influência em toda a América Latina. Outros países latino-americanos estavam esperando para ver o que o Brasil iria fazer".

FONTE  DNASaves

FONTE DNASaves

SOURCE DNASaves



RELATED LINKS
http://www.dnasaves.org

Best of Content We Love 2014 


Custom Packages

Browse our custom packages or build your own to meet your unique communications needs.

Start today.

 

PR Newswire Membership

Fill out a PR Newswire membership form or contact us at (888) 776-0942.

Learn about PR Newswire services

Request more information about PR Newswire products and services or call us at (888) 776-0942.