Angola LNG vende o primeiro carregamento de LPG

SOYO, Angola, 28 Janeiro de 2014 /PRNewswire/ -- O Angola LNG anunciou hoje a venda do seu primeiro carregamento de LPG a partir do terminal marítimo na sua fábrica no Soyo, a qual foi construída com o objectivo de criar valor a partir dos recursos de gás natural existentes no offshore angolano.

(Foto: http://photos.prnewswire.com/prnh/20140128/666844 )

(Logo: http://photos.prnewswire.com/prnh/20130616/621759-a )

O primeiro carregamento foi vendido em regime FOB à Sonangol, que é a companhia estatal Angolana de petróleo e gás, e foi expedido através do navio tanque BW Broker. O proveito desta venda de LPG, propano e butano, e condensados, reverte para o consórcio accionista da Angola LNG.     

O terminal marítimo para expedição de LPG e condensados foi licenciado antes do início das operações de carga. O licenciamento incluiu testes aos dispositivos de segurança, meios de amarração e braços de carregamento.

Artur Pereira, Presidente da Angola LNG Marketing Limited, afirmou a propósito deste primeiro carregamento: "complementarmente à produção de gás natural para o mercado internacional, a produção de propano, butano e condensados pela Angola LNG é uma parte importante da nossa actividade operacional e comercial. A nossa produção de produtos LPG e condensados ​​ajudará a responder às necessidades de energia dos mercados interno e de exportação".

Além das infra-estruturas para a produção e expedição de gás natural, nas instalações fabris do Soyo, a Angola LNG possui também tanques para armazenamento com capacidade de 88.000 m3 de propano, 59.000 m3 de butano e 108.000 m3 de condensados. Possui um terminal marítimo dedicado à expedição destes produtos e um segundo terminal para cargas de butano pressurizado que irá abastecer o mercado interno.

O anúncio de hoje representa mais um marco no aproveitamento dos recursos de petróleo e gás de Angola e constitui uma nova fonte de energia para os mercados interno e de exportação.

A Angola LNG Limited é uma parceria entre a Sonangol, Chevron, BP, ENI e Total para aproveitamento de gás associado à produção de petróleo, do qual, após processamento, são extraídos para comercialização gás natural (LNG) e líquidos de gás natural (NGL). A sua vida útil esperada é de 30 anos.

NOTAS AOS EDITORES:

A companhia Angola LNG Limited irá recolher, processar e comercializar cerca de 5,2 milhões de toneladas de LNG por ano, para além de propano, butano e condensados, a partir das suas instalações fabris do Soyo, norte de Angola, uma das fábricas de processamento de LNG mais modernas no mundo.

Angola é o segundo maior produtor de petróleo na África Subsariana. Historicamente, o gás associado tem sido queimado ou reinjectado nos reservatórios de petróleo bruto, constituindo o projecto Angola LNG uma solução para se reduzirem as emissões de carbono e criar uma nova fonte de energia limpa.

Os accionistas da Angola LNG são a Sonangol (22,8%), Chevron (36,4%), BP (13,6%), ENI (13,6%) e Total (13,6%).

O Angola LNG é por si só um dos maiores investimentos (US$ 10 biliões) alguma vez realizados na indústria angolana de petróleo e gás.

Com uma frota dedicada de sete navios tanque de LNG e três cais de carregamento (LNG, líquidos e butano comprimido), o Angola LNG tem como missão contribuir para a eliminação da queima de gás, fornecer energia limpa e fiável aos clientes e rentabilizar o investimento efectuado.

www.angolalng.com

Para informações adicionais contacte:

Rob Foyle
Communications Advisor
Angola LNG Marketing Ltd
T +44 7880 384 468
rob.foyle@angolalng.co.uk

FONTE  Angola LNG Marketing Ltd

FONTE Angola LNG Marketing Ltd

SOURCE Angola LNG Marketing Ltd



RELATED LINKS
http://www.angolalng.com

Custom Packages

Browse our custom packages or build your own to meet your unique communications needs.

Start today.

 

PR Newswire Membership

Fill out a PR Newswire membership form or contact us at (888) 776-0942.

Learn about PR Newswire services

Request more information about PR Newswire products and services or call us at (888) 776-0942.