Estudo da GSMA Intelligence prevê a existência de um bilhão de conexões LTE até 2017 -- A LTE representará uma em cada oito conexões móveis em todo o mundo até 2017

-- Os usuários de LTE consomem o dobro de dados que os não usuários de LTE, o que contribui para o aumento da ARPU

LONDRES, 26 de novembro 2013 /PRNewswire/ -- Prevê-se que o número de conexões 4G-LTE em todo o mundo ultrapasse a marca de um bilhão até 2017, de acordo com um novo estudo da GSMA Intelligence. Até 2017, espera-se que a LTE represente cerca de um em cada oito dos mais de oito bilhões de conexões previstas para a época, comparado com 176 milhões de conexões LTE no fim de 2013. Calcula-se que quase 500 redes LTE(1) estarão em operação em 128 países, aproximadamente o dobro do número de redes LTE ativas hoje.

"Desde o lançamento das primeiras redes comerciais 4G-LTE no final de 2009, observamos uma aceleração na sua implantação em todo o mundo", declarou Hyunmi Yang, diretor de estratégia da GSMA. "Nosso novo relatório destaca vários fatores que levam ao crescimento da LTE: a alocação oportuna de espectro adequado para as operadoras de serviços móveis, a disponibilidade de dispositivos LTE acessíveis e a implementação de tarifas inovadoras que estimulam a adoção dos serviços de dados de alta velocidade. As operadoras de serviços móveis nos mercados desenvolvidos e em desenvolvimento observam que os serviços LTE contribuem para um aumento considerável da ARPU."

O estudo estima que cerca de 20 por cento da população mundial esteja atualmente na área de cobertura da rede LTE. À medida que as operadoras continuam a ampliar a cobertura LTE nos próximos anos, prevê-se que as redes LTE estejam disponíveis para a metade da população mundial até 2017. Nos Estados Unidos, as redes LTE já cobrem mais de 90 por cento da população, enquanto cobrem 47 por cento da população na Europa e 10 por cento na Ásia.

Atualmente, os Estados Unidos representam quase a metade (46 por cento) das conexões LTE no mundo todo. Juntos, os Estados Unidos, Coreia do Sul e Japão representam 80 por cento do total de LTEs da atualidade. No entanto, espera-se que a Ásia represente quase a metade (47 por cento) de todas as conexões LTE até 2017, à medida que as redes LTE são implementadas nos principais mercados, como China e Índia. Metade de todas as conexões móveis na Coreia do Sul funciona hoje em redes LTE, comparado com 20 por cento no Japão e nos Estados Unidos, o que faz com que a Coreia do Sul seja o mercado LTE mais avançado do mundo.

O estudo também constatou que:

  • Na maioria dos casos, a migração para 4G-LTE ocorre de forma consideravelmente mais rápida que a migração anterior de 2G para 3G.
  • Os usuários de LTE consomem em média 1,5 GB de dados por mês(2) – quase a metade da quantidade média consumida por não usuários de LTE.
  • Nas economias em desenvolvimento, as operadoras observaram que os usuários de LTE podem gerar uma ARPU de sete a 20 vezes maior que os não usuários de LTE. Nos mercados desenvolvidos, as operadoras observaram que a LTE pode gerar um aumento de ARPU que varia de 10 por cento a 40 por cento.
  • Quatro de cada cinco operadoras de serviços móveis que adquiriram um "novo" espectro desde janeiro de 2010 receberam ondas de transmissão que visam apoiar o lançamento das redes LTE.
  • Até o momento, as redes LTE em todo o mundo foram implementadas em 12 bandas de frequência diferentes. Quatro de cada cinco redes LTE ativas hoje são implementadas em uma dessas quatro bandas: 700 MHz, 800 MHz, 1800 MHz ou 2600 MHz.
  • O preço médio de varejo (antes de descontos e subsídios) dos smartphones que funcionam em LTE nos mercados desenvolvidos, como os EUA, permaneceu inalterado em cerca de US$ 450 nos últimos anos.
  • Os subsídios de aparelhos contribuíram consideravelmente para o aumento da penetração de LTE nos últimos dois anos, mas as operadoras também começaram a oferecer preços mais atrativos.

"Os resultados mostram que o mercado global de LTE está em um 'momento decisivo'. Em mercados 'digitais pioneiros' como os Estados Unidos, a Coreia do Sul e o Japão, a migração para as redes LTE está avançada, e as operadoras observam, como resultado, um aumento nas contratações pelos assinantes e na ARPU", afirmou Yang. "Observamos agora um número maior de mercados fazendo a transição para LTE, e a previsão de crescimento anual de dois dígitos em conexões LTE entre 2013 e 2017 observará um número muito maior de consumidores do mundo todo contratando redes móveis de alta velocidade."

O novo relatório da GSMA Intelligence, Global LTE network forecasts and assumptions, 2013-2017, está disponível para assinantes registrados e membros credenciados da imprensa.

Notas aos editores
(1) Com base nas redes planejadas conhecidas em novembro de 2013, prevê-se que 465 redes LTE comerciais estejam em operação em todo o mundo até 2017.
(2) O consumo médio de dados móveis por usuário baseia-se nos dados proporcionados por determinadas operadoras de LTE dos mercados desenvolvidos.

Sobre a GSMA Intelligence
A GSMA Intelligence é a fonte por excelência de dados, análises e previsões para as operadoras de serviços móveis em todo o mundo. Além disso, publica relatórios e pesquisas confiáveis no setor. Nossos dados abrangem todos os grupos de operadoras, redes e MVNO de todos os países do mundo – do Afeganistão ao Zimbábue. É o conjunto mais preciso e mais completo que existe de indicadores do setor, que inclui dezenas de milhões de pontos de dados individuais, atualizados diariamente. As principais operadoras, fornecedores, agências reguladoras, instituições financeiras e terceiros do setor confiam na GSMA Intelligence para receber apoio sobre a tomada de decisão estratégica e os planos de investimento em longo prazo. Os dados são usados como referência no setor e são citados com frequência pela imprensa e pelo próprio setor. Nossa equipe de analistas e especialistas desenvolve relatórios de pesquisa inovadores com regularidade em vários temas do setor. www.gsmaintelligence.com

Sobre a GSMA
A GSMA representa os interesses de operadoras de serviços móveis em todo o mundo. Presente em mais de 220 países, a GSMA reúne cerca de 800 operadoras de serviços móveis do mundo, com 250 empresas do ecossistema móvel mais amplo, inclusive fabricantes de aparelhos e dispositivos, empresas de software, fornecedores de equipamentos e empresas de internet, bem como organizações de setores da indústria como serviços financeiros, cuidados com a saúde, mídia, transporte e serviços públicos. A GSMA também organiza eventos líderes no setor, como o Mobile World Congress e a Mobile Asia Expo.

Para mais informações, acesse o site corporativo da GSMA em www.gsma.com. Siga a GSMA no Twitter: @GSMA.

FONTE  GSMA

FONTE GSMA

SOURCE GSMA




Custom Packages

Browse our custom packages or build your own to meet your unique communications needs.

Start today.

 

PR Newswire Membership

Fill out a PR Newswire membership form or contact us at (888) 776-0942.

Learn about PR Newswire services

Request more information about PR Newswire products and services or call us at (888) 776-0942.