Novo Relatório da GSMA Destaca a Crescente Defasagem entre os Mercados Móveis da Europa e dos Estados Unidos A GSMA recomenda uma reforma regulatória de grande escala para promover novos investimentos e inovações, inclusive a designação de novo espectro e a remoção dos obstáculos à consolidação dos mercados.

LONDRES, 30 de maio de 2013 /PRNewswire/ -- A associação GSMA divulgou hoje um novo informe denominado "Performance dos Serviços Móveis Sem Fio na UE e EUA", que examina a saúde do mercado móvel europeu e revela que a Europa está muito atrás dos Estados Unidos na implantação da próxima geração de tecnologias móveis e dos serviços avançados que essas tecnologias móveis permitem oferecer. O relatório, preparado em colaboração com a Navigant Economics, explora os muitos fatores que contribuíram à perda de liderança da Europa na área de mobilidade e oferece recomendações de políticas concebidas para que a UE se restabeleça como centro de investimento e inovação em tecnologia móvel.

"No início, a Europa era a líder da área de mobilidade e fez surgir uma variedade de companhias pioneiras e inovadoras que trouxeram benefícios a mais de 3,2 bilhões de homens e mulheres no mundo inteiro", comentou Anne Bouverot, diretora-geral da GSMA. "No entanto, este relatório confirma a crua realidade de que a Europa perdeu sua vantagem competitiva na área de tecnologia móvel e apresenta agora uma performance significativamente inferior à de outras economias avançadas, inclusive a dos Estados Unidos. Apesar de muitos fatores terem contribuído à situação atual da Europa, está muito claro que reformas bem esclarecidas das políticas atuais poderiam trazer melhorias substanciais, criar benefícios para os consumidores da UE e promover o crescimento econômico."

Comparação de dois mercados de serviços móveis: UE versus EUA
Há apenas cinco anos, o mercado de serviços móveis da Europa apresentava um desempenho tão bom ou até melhor do que o dos Estados Unidos. Mas, a partir daí, a situação começou a se inverter dramaticamente, como demonstra a comparação abaixo dos dois mercados, extraída do dito relatório:

  • Em média, os consumidores dos EUA gastam mais mensalmente do que seus congêneres europeus e usam os serviços móveis muito mais intensamente, consumindo cinco vezes o volume de minutos de voz e quase duas vezes o volume de dados.
  • Os Estados Unidos estabeleceram uma forte liderança na implantação das tecnologias de próxima geração: até o final de 2013, quase 20% das conexões nos EUA serão em redes LTE, comparado a menos de 2% nos países da União Europeia.
  • A velocidade média das conexões móveis de dados nos EUA é agora 75% superior do que a observada na Europa e, até 2017, essas conexões serão duas vezes mais rápidas.
  • O investimento em mobilidade nos Estados Unidos superou marcadamente o da Europa; nos EUA, os gastos de capital aumentaram 70% desde 2007, enquanto que na UE, esses gastos foram reduzidos, alargando ainda mais a brecha entre as duas regiões.

"Apesar dos vários fatores que contribuíram a este nível discrepante de performance, ele também pode ser parcialmente atribuído à estrutura relativamente ineficiente dos mercados móveis da Europa", disse Jeffrey Eisenach, diretor-geral da Navigant Economics. "As políticas regulatórias da UE tiveram como resultado uma estrutura fragmentada de mercado, que impede que as operadoras se beneficiem das economias de escala e escopo e inibe o crescimento do ecossistema móvel."

Foco na facilitação do investimento e da inovação
São necessárias reformas regulatórias fundamentais para retomar o crescimento da indústria móvel europeia. Faz-se particularmente necessário um foco maior na facilitação do investimento e inovação, ao invés do gerenciamento direto dos preços. A GSMA oferece as seguintes recomendações para criar um novo e progressivo ambiente regulatório que corresponda à realidade econômica atual:

Priorizar a alocação de espectro e sua harmonização – A prioridade imediata da União Europeia deve ser a de tratar do progresso muito lento observado até agora para o lançamento do primeiro Dividendo Digital, já que a maioria dos Estados Membros não cumpriram o prazo de alocação. Nos próximos anos, a Europa enfrentará uma deficiência significativa de espectro que precisa ser evitada imediatamente. É de importância crítica que a Comissão Europeia garanta a alocação da banda de 700MHz para os serviços móveis futuros em banda larga e, de capital importância, que ela seja liberada de forma alinhada com os planos internacionalmente harmonizados de banda.

Promover uma consolidação eficiente – A Comissão deve reduzir os impedimentos à consolidação eficiente dos mercados móveis, agilizando as revisões de fusões e adotando uma abordagem mais prudente à imposição de reparações de danos. Deve cessar a discriminação a favor de novas operadoras que entram no mercado e deve-se permitir que as próprias forças do mercado determinem o número ótimo de concorrentes.

Promover um mercado europeu único de serviços móveis – Um mercado europeu único de serviços móveis poderia atuar como um propiciador essencial do crescimento. A GSMA acredita que a Comissão Europeia deve dar início a um exercício regulatório de grande porte para permitir o estabelecimento de uma abordagem simplificada e de toque mais leve da questão regulatória para toda a Europa. Isto implicaria numa revisão completa da forma em que a regulamentação é implementada no nível nacional e permitiria identificar áreas que poderiam ser coordenadas de forma mais eficaz no nível da união europeia, entre elas a de defesa do consumidor. Os incentivos para impulsionar o investimento em banda larga devem ser introduzidos imediatamente, inclusive a eliminação das restrições ao planejamento e compartilhamento de rede e o oferecimento de subsídios para a cobertura de áreas rurais.

Atrair investimento e inovação para a Europa – A Comissão Europeia deveria criar imediatamente um plano mais arrojado que posicione a Europa como centro de inovação e investimento na área de mobilidade, refocalizando suas políticas de modo a promover a inovação e alavancar o potencial singular de um mercado único. A Comissão deveria criar uma série de iniciativas de formação de parcerias público-privadas visionárias e pan-europeias, que seriam habilitadas pela tecnologia móvel, cujo fim é estimular o crescimento, fortalecer a inclusão social e promover investimentos em novas tecnologias e serviços.

"Acreditamos que empreender essas reformas de grande porte das políticas é essencial para restabelecer a liderança da Europa na área móvel, promovendo um novo crescimento e atraindo novos investimentos em nossa indústria e, mais importante ainda, gerando importantes benefícios socioeconômicos para os cidadãos de toda a UE", acrescentou Bouverot.

O relatório completo está disponível em http://www.gsmamobilewirelessperformance.com/.

Sobre a GSMA
A GSMA representa os interesses de operadoras de serviços móveis em todo o mundo. Presente em mais de 220 países, a GSMA reúne cerca de 800 operadoras de serviços móveis do mundo, com mais de 230 empresas do ecossistema móvel mais amplo, inclusive fabricantes de aparelhos, empresas de software, fornecedores de equipamentos e empresas de internet, bem como organizações de setores da indústria como serviços financeiros, saúde, mídia, transportes e serviços públicos. A GSMA também organiza eventos líderes no setor, tais como o Mobile World Congress e a Mobile Asia Expo. 

Para obter mais informações, visite o website corporativo da GSMA, www.gsma.com, ou Mobile World Live, o portal online da indústria de comunicações móveis, www.mobileworldlive.com.

FONTE  GSMA

FONTE GSMA

SOURCE GSMA



RELATED LINKS
http://www.gsma.com

More by this Source


Custom Packages

Browse our custom packages or build your own to meet your unique communications needs.

Start today.

 

PR Newswire Membership

Fill out a PR Newswire membership form or contact us at (888) 776-0942.

Learn about PR Newswire services

Request more information about PR Newswire products and services or call us at (888) 776-0942.