É Preenchido O Primeiro Processo Contra a Organização do Prêmio Nobel Mencionando Difamação E Práticas De Competição Injustas

Dec 07, 2012, 10:17 ET from Mebo International

LOS ANGELES, 7 de dezembro de 2012 /PRNewswire/ -- Dr. Rongxiang Xu, o fundador da "ciência da restauração regenerativa do corpo humano" e renomado cientista da vida e cientista médico, entrou com um processo hoje contra a Assembleia Nobel do Instituto Karolinska, a instituição sueca, acadêmica de entrega do Premio Nobel. A Assembleia Nobel do Instituto Karolinska é um corpo que concede o Premio Nobel em Fisiologia ou Medicina. O processo preenchido na Suprema Corte do Estado da Califórnia, no Centro de Justiça de Orange County diz que a competição é caluniosa e injusta.

Dr. Xu, um dos cientistas líderes do mundo, descobriu em 1984 a existência da "célula regenerativa", a qual foi confirmada como sendo a célula-tronco keratin-19 depois de 2000 (Patente dos EUA 6991813B2) durante seu estudo sobre o tratamento de queimaduras que beneficiou 20 milhões de vítimas de queimaduras em 73 países, afirma que a sua boa reputação na comunidade foi difamada por uma declaração publicada pela ré, a Assembleia Nobel, que causou danos ao Dr. X pela sua conduta. O processo alega que a Assembleia Nobel tem sucesso em chamar a atenção da mídia em todas as organizações de mídia e publicações essenciais no mundo inteiro, provando que elas podem interferir na opinião de uma pessoa devido a uma informação incorreta.

"A minha principal prioridade em entrar com este processo foi esclarecer as declarações erradas e enganosas da Academia porque para a preservação da humanidade e das futuras gerações, a pesquisa da ciência da vida não deve profanar a natureza humana", declarou o Dr. Xu.

Em 8 de outubro de 2012, o Premio Nobel em Fisiologia ou Medicina foi concedido conjuntamente ao Sir John B. Gurdon e a Shinya Yamanaka "pela descoberta que células maduras podem se reprogramar para que se tornem pluripotentes", o que ganhou uma cobertura grande na mídia.

Em um abstrato publicado no seu website feito em conjunto com a seleção, a Assembleia Nobel descreve a descoberta dos cientistas. A Assembleia Nobel diz que a descoberta dos cientistas "representa uma mudança de paradigma na nossa compreensão sobre diferenciação celular e sobre a plasticidade de estados diferenciados". O abstrato vai além ao afirmar que "juntos, Gurdon e Yamanaka transformaram o nosso entendimento sobre diferenciação celular. Eles demonstraram que o estado de diferenciação, normalmente muito estável, pode ser desbloqueado porque possui um potencial de reversão à pluripotência. A descoberta introduziu novas áreas fundamentais de pesquisa e oferece novas oportunidades empolgantes de estudos sobre os mecanismos das doenças".

Dr. Xu acredita que e alega que a declaração feita pela a Assembleia Nobel é falsa, já que foi ele o cientista que fez a descoberta uma década atrás e por isso é uma difamação à sua reputação exemplar. A Assembleia Nobel declara que os cientistas que ganharam o Premio Nobel "transformaram o nosso entendimento sobre diferenciação celular" porque "eles demonstraram que o estado de diferenciação normalmente muito estável pode ser desbloqueado porque possui um potencial de reversão à pluripotência". Estes cientistas não demonstraram isso. Foi dez anos antes que o Dr. Xu fez esta descoberta ao ser capaz de explicar como a sua descoberta desbloqueou o potencial de reversão de uma célula somática para reverte-la em uma célula-tronco in situ.

O uso da palavra "desbloqueado" pela Assembleia Nobel compõe a falsidade da declaração porque sugere que os cientistas que ganharam o Prêmio Nobel estão aproveitando uma habilidade inerente de uma célula somática para reverte-la ao seu estado pluripotente através de meios naturais que não alteram a integridade das células. Se as descobertas dos cientistas ganhadores do Prêmio Nobel consistissem em deixar uma célula somática intacta e sem modificação, como a descoberta do Dr. Xu, então a declaração seria correta e precisa. Entretanto, a descoberta dos cientistas ganhadores do Prêmio Nobel consiste, na verdade, na criação de uma célula alterada, o que não tem nada a ver com as células-tronco pluripotentes do corpo humano. A Academia também afirmou falsamente que "esta descoberta introduziu novas áreas fundamentais de pesquisa e que oferece novas oportunidades empolgantes de estudos sobre os mecanismos das doenças", o que também é errado.

As declarações feitas pela ré macularam e prejudicaram as conquistas do Dr. Xu perante os olhos da comunidade científica, empresas, investidores em potencial e suas chances de continuar a ser selecionado como palestrante top de linha em diversas conferências internacionais importantes.

O requerente é representado pelo Ardent Law Group da Califórnia, número do caso: 30-2012-00615804. Favor contatar Jane Westgate 336.608.4439 ou Cheryl Riley 703.683.1798.

FONTE  Mebo International

FONTE Mebo International

SOURCE Mebo International