Peabody Energy: a revogação do imposto sobre o carbono na Austrália e a rejeição de uma política que torna a energia cara e escassa

ST. LOUIS, 18 de julho de 2014 /PRNewswire/ -- A Peabody Energy (NYSE: BTU) elogiou hoje a atitude do Parlamento e do primeiro-ministro australiano ao revogar o imposto sobre o carbono, que afetou os consumidores por meio de altos custos de eletricidade e causou danos à economia.

"A revogação do imposto sobre o carbono pelo governo australiano é uma lição de liderança para o mundo moderno", afirmou Gregory H. Boyce, presidente e diretor geral Peabody Energy. "Encorajamos os formuladores de políticas dos EUA a seguir o mesmo caminho e rejeitar as dispendiosas regras propostas pela administração sobre as usinas elétricas. A tecnologia é a chave para a melhora das emissões de carbono em longo prazo, não as taxas de juros altas e os impostos."

Ao revogar o imposto sobre o carbono, o primeiro-ministro australiano, Tony Abbott, afirmou: "Hoje foi revogado o imposto do qual vocês queriam se ver livres e para isso votaram. Um imposto inútil e nocivo, que afetou empregos e o custo de vida das famílias, e que realmente não ajudou o meio ambiente, finalmente não existe mais". O governo estima que essa revogação permitirá que as famílias gastem A$ 550 a menos por ano.

A Austrália elegeu o novo governo no ano passado, com poderes para revogar o imposto sobre o carbono que, estima-se, causou um impacto econômico de US$ 15 bilhões nos primeiros dois anos após sua implementação, de acordo com estimativas do governo.

As nações continuam a se opor a legislações onerosas sobre o carbono e autorizações renováveis que agravam a desigualdade energética, aumentam os custos da eletricidade e reduzem o crescimento econômico. A estratégia renovável da Europa está sendo reduzida, o continente é ameaçado pelo desafio de segurança energética da Rússia, países como o Japão estão usando mais carvão e vários países que lideram o mundo em crescimento econômico utilizam eletricidade à base de carvão.

A Peabody acredita que os líderes dos EUA podem aprender lições valiosas ao rejeitar de fato os impostos sobre o carbono e os padrões renováveis onerosos. A Câmara de Comércio dos EUA calcula que os regulamentos propostos pela administração sobre o carbono custaria à economia US$ 50 bilhões por ano.

As regras propostas aumentariam de maneira significativa o preço da energia e, ao longo do tempo, custariam milhares de dólares às famílias americanas. Um estudo da Heritage Foundation afirma que o custo para uma família de quatro pessoas é de US$ 1.200 por ano, o que reflete uma renda menor e o gasto de energia. A eletricidade de baixo custo é essencial em uma época em que o recorde de 115 milhões de americanos podem se beneficiar da assistência energética e 48 milhões vivem na pobreza energética.

O carvão gera a eletricidade de mais baixo custo nos Estados Unidos: os estados que não utilizam o carvão lutam contra os custos da eletricidade, que são quase o dobro dos estados que utilizam predominantemente o carvão para a geração de eletricidade. O carvão é o combustível de mais rápido crescimento, e ultrapassará o petróleo como a maior fonte de energia do mundo nos próximos anos.

A Peabody Energy é a maior empresa de carvão do mundo no setor privado e é líder mundial em mineração sustentável, acesso a energia e soluções de carvão limpo. Para mais informações, acesse PeabodyEnergy.com e AdvancedEnergyForLife.com.

Logo - http://photos.prnewswire.com/prnh/20120724/CG44353LOGO

CONTATO:
Beth Sutton
+1-928-699-8243

FONTE Peabody Energy

SOURCE Peabody Energy



RELATED LINKS
http://www.peabodyenergy.com

More by this Source


Custom Packages

Browse our custom packages or build your own to meet your unique communications needs.

Start today.

 

PR Newswire Membership

Fill out a PR Newswire membership form or contact us at (888) 776-0942.

Learn about PR Newswire services

Request more information about PR Newswire products and services or call us at (888) 776-0942.